Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Ponte de ferro da Cabeçuda: Quando cair, me avisem

with 6 comments

A ponte de ferro com a maria fumaça transportando carga e passageiros

A história

Ponte Ferroviária das Laranjeiras. Assim foi chamada durante muitas décadas a Ponte da Estrada de Ferro Tereza Cristina, com um comprimento de 1.480 metros. Depois popularizou-se como “de Cabeçuda".

Em 07 de março de 1876, organizou-se na praça de Londres, uma Companhia com o título “The Donna Thereza Christina Railway Company Limited”, que foi autorizada a funcionar no Brasil por Decreto nº 6.343, de 20 de setembro de 1876. O escritório da “Companhia”, como era tratada a concessionária, foi instalado na Laguna.

Em 18 de julho de 1882, pela primeira vez um trem percorreu o trajeto Imbituba-Laguna. A construção da chamada Ponte das Laranjeiras tornou-se um capítulo à parte na construção da Estrada de Ferro Dona Tereza Cristrina.

A ponte funcionou até 1934, quando em 1º de setembro daquele ano foi inaugurada a atual Ponte Henrique Lage.

A Estrada de Ferro já havia sido encampada pelo Governo Federal em 1902. Em 1906 as oficinas da Estrada de Ferro que eram situadas em Imbituba, foram transferidas para Tubarão. Os escritórios que desde a construção da Estrada de Ferro eram situadas na Laguna já haviam sido transferidos para a Cidade Azul. Em 1916 retornaram à Laguna onde ficaram até 1923. (texto de Valmir Guedes Jr)

Grade que deveria impedir o acesso de pessoas à ponte – não adianta nada!

A realidade

As imagens e os vídeos retratam fielmente a real situação desse importante patrimônio histórico, não só de Laguna, mas de todo o Brasil.

A “manutenção” da ponte deveria ser da competência da Ferrovia Dona Tereza Cristina, cabendo à Prefeitura Municipal de Laguna a fiscalização e limpeza do local.

Nenhuma providência vem sendo tomada, nem pela empresa que deveria zelar pelo seu patrimônio, tampouco pela Prefeitura de Laguna. Há de se ressaltar que o Decreto Municipal n° 34/77 determinou o tombamento da edificação. É mais ou menos assim: a Ferrovia joga a bola para a Prefeitura e a municipalidade devolve para a Ferrovia.

Na verdade a Ponte de Ferro da Cabeçuda é um peso que ninguém tem o menor interesse em carregar. Como o tempo se encarrega de tudo, melhor fosse que o patrimônio desabasse em plena Lagoa do Imaruí. É assim que os responsáveis pela manutenção da ponte devem estar pensando.

Cravos de madeira apodrecidos tentam suportar o peso da estrutura. As casas embaixo da ponte correm risco

Além da omissão pela conservação da patrimônio, a Prefeitura de Laguna faz vistas grossas à construção de casas sob a ponte. Há diversos imóveis edificados de forma irregular que oferecem grande risco aos moradores. Como pode ser observado, não existe a mínima segurança e qualquer pessoa leiga simplesmente fica abismada com o estado de conservação da nossa querida ponte e a coragem das pessoas em morarem embaixo dela.

Moradias irregulares embaixo da ponte

Não vou me alongar mais nesse assunto. As imagens são a prova cabal do que acabei de relatar e o que mais escreva servirá apenas para encher linguiça. Vejam e avaliem se estou “falando” da boca pra fora.

No vídeo, veja a situação da ponte na parte de cima e de baixo

Um abraço a todos e até a próxima.

About these ads

Written by Abobado

17 de janeiro de 2009 at 13:14

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Com relação as pessoas que pescam sobre a ponte de ferro de cabeçuda, ninguém faz nada, colocaram a pouco tempo grades dos dois lados da ponte com placas indicando perigo, placas estas que foram arrancadas e grades serradas pelos próprios pescadores (que não são pescadores profissionais, e sim pescadores de fim de semana)que arriscam suas vidas em dias de vento forte, sobre aquela ponte que é um perigo, eu conheço de perto. Quando cair uma pessoa la de cima e morrer, porque para escapar de uma queda daquelas o cara tem que ser bom nadador e contar com a sorte de não bater a cabeça nos ferros da ponte, ai sim vão perguntar porque não tomaram uma providência antes.AS GRADES ESTÃO LÁ, (SERRADAS), quem passa na rodovia vê, mas ninguém faz nada.

    Mário Martins

    12 de outubro de 2009 at 22:00

  2. kk

    vc nao resppondeu a pergunta feita no video?
    ” oq é isso uma barriga ou calo?” kk

    relação a ponte é patrimoni, entao fica frio, em menso de um ano, darei um jeito.

    abraço, jian luzio

    jian luzio

    12 de abril de 2010 at 01:33

  3. vão se fude

    4 de junho de 2010 at 14:51

  4. um povo que não lê, não tem memória, não tem vergonha, não tem história; o governo federal dos anos 70, aquele, dos anos de ouro da ditadura, e do EU TE AMO MEU BRASIL, EU TE AMO, acabou com nossas ferrovias. vergonha. só pr´[a tender o interesse das transportadoras. um vagão de carga de trem transporta 70 toneladas. o equivalente a duas carretas de 35 toneladas nas nossas BRs que não são duplicadas nunca. e quando são, com o dinheiro dos nossos impostos, ainda somos obrigados a pagar pedágio. vergonha. voltem, FERROVIAS….

    Anônimo

    18 de junho de 2011 at 21:27

  5. um povo que não lê, não tem memória, não tem vergonha, não tem história; o governo federal dos anos 70, aquele, dos anos de ouro da ditadura, e do EU TE AMO MEU BRASIL, EU TE AMO, acabou com nossas ferrovias. vergonha. só pr´[a tender o interesse das transportadoras. um vagão de carga de trem transporta 70 toneladas. o equivalente a duas carretas de 35 toneladas nas nossas BRs que não são duplicadas nunca. e quando são, com o dinheiro dos nossos impostos, ainda somos obrigados a pagar pedágio. vergonha. voltem, FERROVIAS….CARLOS LÜBCKE – RIO DO SUL

    Anônimo

    18 de junho de 2011 at 21:27

  6. O ENGENHEIRO AMERICANO DE ORIGEM ALEMÃO, WILLIAM BELL LAMB, DEIXOU RAÍZES QUANDO DA CONSTRUÇÃO DESSA PONTE. SOU DESCENDENTE. TEM UMA PLACA NESSA PONTE COM O NOME DELE.

    Milton

    10 de maio de 2012 at 11:15


A área de comentários é liberada. Mas não venham pra cá cantar de galo e me atacar ou atacar a quem defendo. Sejam educados e comportem-se. Se não gostam do que publico, criem um blog e sejam felizes. Petralha aqui, não!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.637 outros seguidores