Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Oposição quer o petralha corrupto André Vargas fora da vice-presidência da Câmara

with one comment

Reportagem da revista VEJA mostrou que envolvimento de petista com doleiro rendia benefícios além do empréstimo de jatinho


PILANTRA: Ao lado de Joaquim Barbosa, em solenidade na Câmara dos Deputados, André Vargas repete gesto dos mensaleiros do PT presos após julgamento do STF

Diante de dados que mostram como o vice-presidente da Câmara, André Vargas (PT-PR), articulava para ajudar o doleiro Alberto Youssef a obter sucesso em seus negócios, deputados da oposição cobram que o petista se afaste do cargo para que a Casa possa investigá-lo com isenção. Reportagem da edição de VEJA que chegou às bancas neste sábado mostra que o envolvimento de Vargas com o doleiro, preso em operação da Polícia Federal que desbaratou um esquema de lavagem de dinheiro, rendia benefícios além do empréstimo de um jatinho: o deputado prestava serviços a Youssef, encontrando oportunidades de negócio para o doleiro no governo federal. Vargas, inclusive, ajudou Youssef a obter um contrato de 150 milhões de reais com o Ministério da Saúde.

Em mensagens trocadas em setembro do ano passado e interceptadas pela PF, Youssef fez um apelo a Vargas: “Tô no limite. Preciso captar”. O vice-presidente da Câmara prontamente respondeu: “Vou atuar”. No mesmo dia, técnicos do Ministério da Saúde, então comandados por Alexandre Padilha, hoje candidato ao governo de São Paulo, foram destacados para certificar o laboratório farmacêutico Labogen Química Fina e Biotecnologia, de propriedade do doleiro. A ajuda foi materializada em um contrato inicial de 30 milhões de reais firmado com a pasta.

Leia também:
PF aponta sociedade entre André Vargas e doleiro preso
PSOL pede abertura de investigação contra André Vargas
Presente de doleiro a André Vargas custou R$ 100 mil

Petistas homenageiam empreiteiro grileiro em rodovia federal​

Tais revelações desmentem a versão apresentada por Vargas na tribuna da Câmara. Na última quarta-feira, o petista negou ter se reunido no Ministério da Saúde para tratar do laboratório e afirmou que apenas “orientou” Youssef – como, diz ele, teria orientado qualquer sindicalista, empresário ou prefeito que o procurasse. Na ocasião, o afirmou ainda que foi um “equívoco” ter viajado em uma aeronave alugada pelo doleiro. O “presente” a Vargas custou 100 mil reais.

“Agora não basta mais discurso, tem que ter um gesto. E esse gesto principal é de se licenciar do cargo para dar condições plenas de a Mesa Diretora avaliar com isenção essas denúncias que o colocam em uma situação muito difícil”, afirmou o líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), referindo-se ao fato de que Vargas, por ser o vice-presidente da Câmara, integra a diretoria da Casa. “É óbvia essa relação promíscua e que o doleiro é operador de um dinheiro público desviado para o partido e para o deputado. O André Vargas é de confiança de Dilma e de Lula. Tomara que ele não siga essa cartilha do PT de dizer que não sabe de nada e que não cometeu nenhum crime. A primeira atitude que ele tem de tomar é se afastar da vice-presidência. Depois, renunciar”, completa o vice-líder do PSDB, deputado Nilson Leitão (MT).

Com as novas denúncias contra o petista, a oposição vai ampliar os argumentos para solicitar que a Câmara o investigue. Embora a Secretaria-Geral tenha rejeitado o pedido do PSOL para que a Corregedoria avaliasse o caso do jatinho, o partido planeja incluir as novas revelações no parecer para insistir no pedido de investigação. “Quero uma posição definitiva da Mesa. Justamente porque ele é vice-presidente a diretoria tem de se pronunciar formalmente. É um constrangimento, neste momento, dizer que não há nada”, afirmou o líder Ivan Valente (PSOL-SP).

Em uma segunda investida para que o caso seja apurado, o DEM e o PSDB vão acionar o Conselho de Ética no início da próxima semana. “Nós já tínhamos indicações claras de quebra de decoro com a viagem no jatinho. Agora, a situação assume uma nova dimensão e a gravidade das ocorrências vai ser incluída na representação”, disse o líder do PSDB, Antônio Imbassahy (BA). “As versões foram sendo mudadas no curso das notícias e o deputado está em uma situação cada vez mais complicada”, continuou o líder do DEM, Mendonça Filho (PE).

Veja Online

About these ads

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Acobertar desvios!

    O Jornal O Liberal edição de hoje 05/04/2014, publica no caderno poder, página política às fls 9, a seguinte manchete: Lula adverte: CPI é “arma” contra Dilma e diz mais sobre a Petrobrás, que ele teria pedido à Presidente que faça tudo para impedir a investigação política. Isto num encontro de mais de três horas com a Presidente Dilma.

    Em outro trecho, a matéria diz que a senadora e ex-ministra Gleisi Hoffmann (PT-PR) apresentou ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-Al), um pedido para impugnar a CPI apresentada pela oposição na última terça-feira e do outro lado o líder do PSDB no senado, Aloysio Nunes Ferreira (SP) questiona a CPI apresentada pela base aliada ao governo, que copia o pedido de CPI da oposição, e que pediu a apuração de casos referentes ao PSDB de Aecio Neves e ao PSB de Eduardo Campos, estes dois presidenciáveis ao pleito vindouro.

    Lendo a matéria, a primeira conclusão que se chega é que: a representação política do cidadão nos poderes republicanos do Brasil, tem mais sujeira e imundices no sentido moral e no caracter e que alvura mesmo, só nas dentaduras cujos tratamentos com custo médio de 60 mil reais por boca é custeado pelo cidadão banguela, não é Pedro Simon, não é Crivella? E isso só para citar dois exemplos.

    Outra conclusão sem sombra de dúvida que se pinça é que ninguém tem isenção e que nenhum – aparentemente – resiste a uma investigação séria sobre seus atos e procedimentos e que, o rabo de um é preso ao do outro e, isto tudo sem contar, com que moral, idoneidade e lisura o ex presidente Lula se arroga o direito de meter o bedelho na administração da ex guerrilheira, pois se ele também tem um rosário de desmandos a explicar e justificar à sociedade brasileira, como o Rosegate Noronha, só para registro de um desvio e assim, o brilho do político brasileiro não reluz nos atos honestos e em prol da sociedade mas, apenas na graxa dos sapatos e que é o povo quem paga e paga muito caro.

    A sociedade já vem há tempo rebatendo e discordando das ondas volumosas de corrupção que permeiam as casas do Congresso Nacional e onde há atuação de políticos com o vento do erário a sopra sobre as velas do barco pirata saido das urnas a cada eleição e, em muitas situações peremptoriamente em praça pública mas, pelo andar da carruagem que a doença causada pelo vírus da imoralidade, improbridade os pegou de maneira tão patogênica que eles não conseguem ver e nem ouvir a condenação popular esclarecida e mesmo que o presidente Renan Calheiros ponha mais cabelo a cobrir a calvice, a inconsequência é a mesma de ontem e será a mesma amanhã.

    A hora que a Petrobrás afundar de vez no mar dos desmandos, da incompetência, e gastos inconsequentes com o aval da atual presidente, quando a frente do Conselho de Administração da Empresa, não será com a demissão do autor do parecer e nem com o respingo de óleo no curriculum de José Sergio Gabrielle ex presidente da petrolífera, pois como se vê na noticia o mar de lama é extenso e alcança os pés do vice presidente da câmara André Vargas (PT-PR) que mesmo assim ainda se arrogou em condições morais de tripudiar sobre o Ministro Joaquim Barbosa, no encontro oficial no Poder Legislativo.

    Ou seja: na política brasileira a indumentária pode até ser de griffe de primeiríssima qualidade e cara, a dentadura do parlamentar alva e os sapatos brilhantes e reluzentes como as estrelas mas, o caracter que norteia as ações e atos nos corredores e gabinetes dos poderes não podem ser mais imundos por falta de espaço nas cabeças, cujo espaço a sobrar é para tramar e acobertar desvios!

    E o povo? E os eleitores? Que se exploda, como dizia o Justo Veríssimo.
    Lúcio Reis
    Belém do Pará

    Lúcio Reis

    5 de abril de 2014 at 19:54


A área de comentários é liberada. Mas não venham pra cá cantar de galo e me atacar ou atacar a quem defendo. Sejam educados e comportem-se. Se não gostam do que publico, criem um blog e sejam felizes. Petralha aqui, não!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.732 outros seguidores