Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Archive for dezembro 18th, 2008

Isso não pode ser coisa séria – Félix Fischer arquiva julgamento contra Jackson Lago

leave a comment »

Félix Fischer, ministro do TSE, acabou de pedir vista e arquivar o julgamento do caso de Jackson Lago. Agora ele só deve levar a discussão de volta ao plenário quando se sentir pronto para votar, o que deve acontecer em fevereiro do ano que vem.

Lago é acusado por abuso de poder econômico e captação ilegal de votos nas eleições de 2006. Durante a campanha, o governador teria fechado convênios e transferido quase R$ 280 milhões para 156 municípios maranhenses. Além de ter distribuído combustível, fechado convênios com entidade fantasma e construído casas na periferia da capital São Luis em troca de votos.

O pedido pela cassação é de autoria da coligação Maranhão, A Força do Povo, da qual faz parte PMDB, partido da senadora Roseana Sarney. Se o mandato de Lago for cassado, ela assume o governo do estado.

O julgamento de Jackson Lago estava previsto para a ontem. Mas o pedido de vista do ministro Arnaldo Versiani em um outro caso irritou o ministro Joaquim Barbosa, que não quis mais participar dos julgamentos marcados para a última quinta-feira. É norma do tribunal só julgar cassação de mandatos com o quorum completo.

Além de Lago e Cássio Cunha, outros cinco governadores estão ameaçados de perder os mandatos. As denúncias são, na sua maioria, por abuso de poder econômico e captação ilícita de votos.

Na lista de governadores sob ameaça de cassação, estão Luiz Henrique da Silveira (PMDB), de Santa Catarina, Ivo Cassol (sem partido), de Rondônia, Marcelo Déda (PT), de Sergipe, Marcelo Miranda (PMDB), de Tocantins, José de Anchieta Júnior (PSDB), de Roraima, e Waldez Goés (PDT), do Amapá. Blog do Noblat

Written by Abobado

18 de dezembro de 2008 at 23:20

Laguna – Apesar de tudo, eu gosto!

leave a comment »

Para esse pessoal que vive reclamando que eu não publico nada sobre a terra que me adotou, vai uma pequena amostra do Centro Histórico da Laguna.

Mostro rapidamente o Cine Mussi (fechado há muito tempo), o prédio do Hoepcke (construção pintada de amarelo que hoje abriga uma loja de móveis), as casas antigas que dão de frente para o cais, o sino do Rotary Club, o cais propriamente dito, um dos diversos barcos que levam passageiros para a “Carniça” e Barra, detalhe do Mercado Público e as bobagenzinhas da decoração de natal.

Estou analisando se vou ter disposição para registrar o descaso das autoridades com relação ao Patrimônio Histórico dessa linda cidade. Coisa para o próximo ano.

Um abraço.

Written by Abobado

18 de dezembro de 2008 at 14:48

Sujou – Mesa da Câmara não promulgará PEC dos vereadores

leave a comment »


Sessão do Senado (17 e 18/12/2008) – Abaixo a cacalhada que tá no “seguro”. Acima os vereadores que ganharam mas não levaram aguardando a votação da PEC. Só tem sangue bom

A Mesa da Câmara decidiu não promulgar a proposta de emenda constitucional (PEC) que aumenta o número de vereadores no País e foi aprovada nesta madrugada pelo plenário do Senado. A PEC aprovada aumenta de 51.924 para 59.267 o número total de vereadores no País. O aumento – de 7.343 vereadores -, segundo o relator da PEC, senador César Borges (PR-BA), não significará maiores gastos para os municípios com a manutenção das câmaras de vereadores, mas a Mesa da Câmara não concorda com essa interpretação.

A Mesa da Câmara concluiu que o texto da PEC aprovado pela Câmara antes do Senado foi muito modificado pelos senadores e, portanto, terá que passar por nova análise e votação pelos deputados. “Houve alteração substancial na PEC, e ninguém pode nos assegurar que o que foi separado pelos senadores será votado”, disse o 2º vice-presidente da Câmara, deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE), ao sair da reunião da Mesa da Câmara. O Senado tirou do texto da Câmara a parte da PEC que reduzia gastos com os vereadores e aprovou apenas o aumento no número de vereadores.

“A Câmara votou uma proposta, e o Senado aprovou outra. A Mesa da Câmara não assinará esta PEC”, declarou Inocêncio. Uma proposta de emenda constitucional, quando é aprovada pelas duas Casas, precisa ser promulgada pelas duas Mesas – a da Câmara e a do Senado. Com a decisão adotada pela Mesa da Câmara, o Senado terá que enviar o projeto para nova votação no plenário do Câmara.

Atualização das 17h31m

Garibaldi critica decisão da Câmara sobre vereadores – O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), disse nesta quinta-feira que foi “surpreendido” com a decisão do presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), de não assinar a promulgação da proposta de emenda constitucional (PEC) que aumenta em 7.343 o número de vagas de vereadores em todo País. “Acho que em qualquer hipótese o que aconteceu não poderia deixar de ser precedido de um diálogo entre os presidentes da Casa, das duas mesas. Divergências podem existir. O que não pode existir é o confronto”, reclamou Garibaldi. “Foi uma divergência grave que resultou na falta de diálogo entre as duas Casas. Se trata de falta de harmonia.”

Agência Estado

Written by Abobado

18 de dezembro de 2008 at 13:53