Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Archive for janeiro 13th, 2009

Garibaldi e Tião Viana reafirmam candidaturas à Presidência e dizem que vão "até o fim"

leave a comment »

Garibaldi Alves Filho e Tião Viana, candidatos à presidência do Senado (Foto: Geraldo Magela)

Os senadores Garibaldi Alves (PMDB-RN) e Tião Viana (PT-AC) reafirmaram em entrevista à imprensa, lado a lado, no final da tarde desta terça-feira, que são candidatos à presidência do Senado, não pretendem se retirar da disputa e irão "até o fim". Eles fizeram a declaração após a imprensa noticiar que o senador José Sarney (PMDB-AP) estaria disposto a lançar seu nome na disputa, desde que haja apoio dos partidos. Garibaldi e Tião almoçaram juntos nessa terça-feira.

– Somos candidatos e vamos até o fim do processo eleitoral. Não vai prevalecer nenhuma manobra. Confiamos em nossos partidos, que nos indicaram – sustentou Garibaldi.

– Minha candidatura é definitiva – completou Tião Viana, depois de interrogado se aceitaria retirar sua candidatura em troca do cargo de ministro do governo Luiz Inácio Lula da Silva. Ele frisou que não está "à procura de emprego".

Garibaldi Alves comentou a repercussão da mídia diante das declarações dadas por ele nessa segunda-feira, quando sustentou sua disposição em concorrer à Presidência, mas observou que não poderia fazê-lo se não contasse com o apoio de seu partido. Ele ponderou, porém, que não admitia, dessa forma, retirar sua candidatura, conforme foi noticiado. Agência Senado

Written by Abobado

13 de janeiro de 2009 at 21:01

Política de juros do BC vai na contramão do mundo, diz Aécio

leave a comment »

Na opinião de Aécio o BC brasileiro continua no caminho inverso do que está fazendo o mundo

Banco Central brasileiro vai na contramão do resto do mundo e contradiz os esforços do governo federal para reduzir os efeitos da crise financeira global.

"Eu acho que o Banco Central brasileiro continua no caminho inverso do que está fazendo o mundo" afirmou Aécio, que disputa com o governador de São Paulo, José Serra, outro crítico do BC, o direito de ser o candidato do PSDB à eleição presidencial de 2010.

"Em determinado momento, nós vamos ter que chegar à constatação de que o mundo inteiro está errado ao abaixar as suas taxas de juros para incrementar segmentos importantes da sua economia", ironizou Aécio, em entrevista na sede do governo mineiro.

O tucano afirmou que é apenas "espectador" do cenário econômico nacional, mas ressaltou que espera que o BC reduza a taxa básica de juros, atualmente em 13,75%. Na segunda-feira, levantamento feito junto ao mercado financeiro pelo próprio BC indicou expectativa de queda na taxa Selic que, segundo a pesquisa, chegaria a 11,75% em dezembro. Reuters

Leia mais aqui.

Written by Abobado

13 de janeiro de 2009 at 19:09

O ministro e a mentira do emprego

leave a comment »

Carlos Lupi: Caco, mentiroso, bravateiro, puxa-saco, antipático e debochado

Gilberto Dimenstein

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, transformou seu cargo, no ano passado, numa festa de boas notícias. Periodicamente, ele mostrava, orgulhoso, o aumento do emprego e seus recordes, como se fossem uma obra do governo – o que, significava, por tabela, também sua vitória pessoal. O que é, obviamente, uma ilusão de marketing.

A ilusão aparece agora quando diminuiu, para dizer o mínimo, a festa dos anúncios. Qual é agora a reação do ministro? Culpar as empresas. Ele defende que, em troca de apoio oficial, as empresas se comprometam a não demitir. O governo era responsável pela boa notícia, mas nada tem a ver com a má notícia.

Assim como as empresas não eram moralmente boas porque contratavam – fazem isso porque contratar significa mais lucros -, elas não demitem porque são "ruins", mas apenas porque precisam balançar suas contas.

Uma das melhores posições que o governo poderia ter para garantir o emprego, além de gastar menos e melhor para reduzir impostos e sobrar mais recursos ao investimento, era defender a flexibilização das leis trabalhistas.

O que garante emprego é o crescimento econômico combinado com a melhoria da educação – e o que garante isso é o estímulo ao empreendedorismo e inovação. O resto é ilusão, como os anúncios do ministro. Folha Online

Gilberto Dimenstein, 52, é membro do Conselho Editorial da Folha e criador da ONG Cidade Escola Aprendiz. Coordena o site de jornalismo comunitário da Folha.

Written by Abobado

13 de janeiro de 2009 at 17:10

Santa Catarina: MP vai investigar hospedagem de turistas em escolas públicas de Florianópolis

leave a comment »

Deputado estadual Herneus de Nadal (PMDB): um cicerone de luxo

O Ministério Público Estadual de Santa Catarina (MPSC) abriu dois inquéritos civis para apurar as hospedagens de turistas em escolas públicas de Florianópolis. A determinação é do promotor de Justiça Alexandre Herculano Abreu, da Moralidade Administrativa.

As investigações ocorrerão de forma separada. Um procedimento vai apurar a estadia na escola municipal Gentil Mathias da Silva, e outro, a da escola estadual Intendente José Fernandes.

Os dois estabelecimentos ficam na Praia dos Ingleses, no Norte da Ilha de Santa Catarina, e vinham recebendo grupos de excursão do Oeste catarinense com diárias de R$ 5 a R$ 15 por pessoa. A prática foi mostrada em reportagens da RBS TV e Diário Catarinense.

O deputado estadual Herneus de Nadal (PMDB), que reconheceu fazer o intermédio para a vinda de estudantes na escola estadual Intendente José Fernandes, deverá ser ouvido pelo MPSC, além dos secretários estadual e municipal da Educação. O objetivo é apurar se houve improbidade administrativa ou não pelos responsáveis. ClicRBS

Written by Abobado

13 de janeiro de 2009 at 14:41

STF retira do ar informações de processos contra autoridades

leave a comment »

Esse é o verdadeiro retrato da justiça brasileira. Simplesmente uma vergonha

O Supremo Tribunal Federal (STF) acabou, desde a semana passada, com as possibilidades de o cidadão poder acompanhar, pela internet, informações sobre a natureza das acusações contra autoridades que respondem a processos na mais alta corte do País.

A justificativa do Supremo é a de que a Secretaria de Tecnologia da Informação trabalha, durante o recesso forense, para aperfeiçoar os sistemas operacionais da intranet, onde apenas funcionários do tribunal têm acesso, e aqueles disponíveis ao público.

A Secretaria de Comunicação do STF nega qualquer tentativa de censura ao acesso às informações contra os políticos e autoridades, mas não informa quando a tipificação dos processos poderá voltar a ser divulgada.

Com as alterações hoje vigentes no site, é impossível, por exemplo, acompanhar a que crimes respondem os 40 acusados de participar do esquema do mensalão ou por que ilícito o ex-presidente e atual senador Fernando Collor de Mello é réu na Suprema Corte.

De acordo com a Secretaria de Comunicação do Supremo, a falta de informações disponíveis é temporária e, ao término do trabalho dos técnicos da informática, todos os dados sobre a natureza dos crimes voltarão a ser disponibilizados ao público.

Internamente, o sistema de abastecimento de dados de ações penais e processos contra autoridades continua funcionando normalmente. Fontes do STF informam que as alterações no site ocorreram para evitar que processos que tramitam em segredo de Justiça possam erroneamente ser publicados na página do Supremo na internet. A Secretaria de Comunicação nega essa hipótese. Redação Terra

Written by Abobado

13 de janeiro de 2009 at 12:03

Grampo contra líder tucano pode levar CPI a prorrogar trabalhos

leave a comment »

Deputado José Aníbal (PSDB/SP) que teve seu telefone grampeado (Foto: Paula Sholl)

A CPI das Escutas Telefônicas Clandestinas da Câmara pode ter seus trabalhos prorrogados mais uma vez após a descoberta de que o líder do PSDB na Casa, deputado José Aníbal (SP), foi vítima de grampo telefônico.

A comissão já teve o seu prazo de funcionamento estendido até o dia 15 de março. O relator da CPI, deputado Nelson Pellegrino (PT-BA), disse que a prorrogação terá de ser discutida com os líderes partidários.

"A informação extraoficial é de que esse grampo teria ocorrido por uma triangulação: uma esposa contratou um detetive para investigar seu marido; o marido teria ligado várias vezes para o deputado e ela teria pedido para interceptar aquele telefone para saber do que se tratava. Mas de qualquer maneira é grave", afirmou.

Segundo Pellegrino, a CPI vai pedir acesso ao conteúdo do inquérito para, a partir disso, levar o caso à apreciação da própria comissão e dos líderes partidários. "A prorrogação da CPI foi negociada com o colégio de líderes. Então, só ele pode rever esse acordo, pois ficou acertado que prorrogação seria única e exclusivamente para discutir e votar o relatório."

A Polícia Civil de São Paulo divulgou na semana passada que havia desbaratado um complexo esquema envolvendo nove pessoas suspeitas de atuar na realização de escutas telefônicas e quebra de sigilo bancário.

Segundo as investigações, os dados eram vendidos depois. Entre os presos estão detetives, funcionários de bancos e de operadoras de telefonia. Também há policiais suspeitos de participarem do esquema, que seriam os responsáveis pela emissão de falsas autorizações judiciais para a quebra de sigilo telefônico enviadas para as operadoras de telefonia. Folha Online

Written by Abobado

13 de janeiro de 2009 at 11:07

Opinião do Estadão: A ameaça das demissões

leave a comment »

Se discurso oficial criar emprego, o Brasil passará pela crise global com pouquíssimas demissões. Segundo o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, a economia brasileira vai abrir 1,5 milhão de postos de trabalho com carteira assinada em 2009. Essa estimativa, apresentada há uma semana, foi acompanhada de uma profecia audaciosa: "Em janeiro a situação se estabiliza e em março volta o crescimento forte na área da empregabilidade, que mede o bom resultado de uma economia." Toda pessoa responsável torcerá pelo acerto dessa previsão, mas os dados, neste momento, não justificam muito entusiasmo. Um terço das indústrias pesquisadas no mês passado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) planeja demitir pessoal até fevereiro. Essa parcela, 32,5%, é praticamente igual à de janeiro de 1999, quando ocorreu uma das piores crises cambiais das últimas duas décadas.

No Brasil, os efeitos da crise internacional têm sido menos severos, até agora, do que noutras grandes economias, mas os sinais de enfraquecimento da atividade industrial são inequívocos. Houve acúmulo de estoques a partir de outubro, várias indústrias deram férias coletivas e parte dos produtos foi desencalhada graças a cortes de impostos e de preços. As exportações perderam impulso e o mercado interno não foi suficiente, até agora, para compensar o menor dinamismo do comércio exterior.

Leia mais aqui.

Written by Abobado

13 de janeiro de 2009 at 08:13

Publicado em Crise financeira

Tagged with , , ,