Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Farra das passagens: Jorge Bornhausen voa na cota do Congresso

with one comment

Jorge Bornhausen, na tribuna do Senado: O arauto da moralidade também tem rabo de palha

O ex-presidente do PFL (hoje DEM) Jorge Bornhausen utilizou a cota de passagens aéreas do Senado mesmo após ter deixado a Casa, em fevereiro de 2007. Registros de companhias aéreas aos quais o Congresso em Foco teve acesso revelam que o ex-senador usou o benefício para bancar 13 voos entre novembro de 2007 e outubro de 2008. Além dele, voaram a mulher, o genro e um funcionário do casal.

Bornhausen voou sete vezes com a verba do Senado após concluir o mandato. As viagens foram feitas nos trechos Florianópolis-São Paulo, São Paulo-Florianópolis, Florianópolis-Brasília e Florianópolis-Chapecó.

Dulce Bornhausen, mulher do ex-senador, voou outras três vezes. Uma das viagens foi de Brasília a Florianópolis. O bilhete foi emitido no dia 20 de novembro de 2007. Os outros dois voos foram da capital federal à catarinense e de Guarulhos a Recife. Os bilhetes, nesses dois casos, saíram da cota do Senado no dia 7 de maio de 2008.

O ex-jogador de futebol Renato Sá, genro do ex-senador, também usou a cota de Bornhausen. Casado com Fernanda Bornhausen, o ex-ponta-esquerda, campeão brasileiro pelo Grêmio em 1981, viajou de Florianópolis para Chapecó, oeste de Santa Catarina. O bilhete foi expedido no dia 19 de setembro de 2008. Na mesma data uma passagem foi emitida com a mesma origem e mesmo destino para o ex-senador. Congresso em Foco

Leia mais aqui.

Written by Abobado

7 de maio de 2009 às 11:35

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Prezados,
    Como qualquer brasileiro bem informado, consciente social e politicamente, sei que o atual ataque ao congresso Nacional tem fins políticos, isso se dá pelo fato do presidente da Câmara e do Senado serem aliados do governo Lula; a prova está aí, o maior representante da elite conservadora, ex-presidente do PFL, partido que vive mudando de nome para ludibriar os eleitores pobres ingênuos (atual DEM), o senador Jorge Bornhausen, mesmo sem mandato utilizava esses recursos, como todos nós sabemos, essa farra era imensa e a imprensa não estava nem aí, porque estava no mesmo barco, por que não investigou os parlamentares nos governos anteriores, principalmente no governo FHC quando sucatearam, endividaram ainda mais o país e aprovaram a reeleição sob corrupção, a maioria desses conglomerados foi construído com o suor de gente inocente e pobre, não é preciso ir muito longe, basta fazer um pente fino nos dois governos de FHC e nos últimos mandatos dos governos do estado de São Paulo, na gestão PSDB e DEM.
    Nota:
    O ex-presidente do PFL (hoje DEM) Jorge Bornhausen utilizou a cota de passagens aéreas do Senado mesmo após ter deixado a Casa, em fevereiro de 2007. Registros de companhias aéreas aos quais o Congresso em Foco teve acesso revelam que o ex-senador usou o benefício para bancar 13 vôos entre novembro de 2007 e outubro de 2008. Além dele, voaram a mulher, o genro e um funcionário do casal.
    Adelmo Batista Gonçalves
    RG: 39.242.399-6
    São Paulo – Capital

    Adelmo Batista Gonçalves

    8 de maio de 2009 at 08:50


A área de comentários é liberada. Mas não venham pra cá cantar de galo e me atacar ou atacar a quem defendo. Sejam educados e comportem-se. Se não gostam do que publico, criem um blog e sejam felizes. Petralha aqui, não!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s