Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Archive for julho 14th, 2009

Um presidente com personalidade

leave a comment »

Foto: Hélvio Romero – Agência Estado

Anúncios

Written by Abobado

14 de julho de 2009 at 20:48

Publicado em Lula

Tagged with , , ,

A zona do Senado: Simon pede renúncia de Sarney e diz estar envergonhado

leave a comment »

Pedro Simon: Chegamos no limite. José Sarney tem que renunciar a presidência como seus antecessores

Logo após discurso do líder do PSDB, o senador Arthur Virgilio (AM), pedindo ao Conselho de Ética do Senado para investigar denúncias contra o presidente José Sarney (PMDB-AP), o senador Pedro Simon (PMDB-RS) fez um discurso emocionado pedindo, desta vez, a renúncia do presidente do Senado:

– Chegamos no limite! Nessa altura não adianta mais o presidente Sarney se afastar. Ele tem que renunciar a presidência como seus antecessores. O que adianta encaminhar isso para o Conselho de Ética? Perdemos toda a credibilidade! Os membros do Conselho não foram indicados por suas qualidades, mas pela fidelidade, para fazer o que querem o líder Renan Calheiros e o Sarney, que controlam o partido.

Simon afirmou ainda que o Senado está em uma situação limite e disse não saber o que fazer.

Estou morrendo de vergonha! Me dizem: vá para outro partido. Mas não tenho para onde ir meu Deus! Estou pensando em ir para casa. Não tenho mais nada a fazer aqui – desabafou o senador, afirmando que fora ao gabinete de Sarney para pedir que renunciasse, mas o presidente reagiu com tanta veemência, que desistiu. O Globo Online

Foto: Geraldo Magela – Agência Senado

Leia mais aqui.

Written by Abobado

14 de julho de 2009 at 14:12

A zona do Senado: Associação repassa verba de patrocínio à Fundação Sarney

leave a comment »

Convento das Mercês: Aí fica a Fundação José Sarney, onde se reúnem ladrões e bandidos de toda ordem

A Abom (Associação dos Amigos do Bom Menino das Mercês), entidade de assistência social ligada à família Sarney no Maranhão, repassou recursos obtidos por meio de patrocínio cultural para a Fundação José Sarney.

A associação repassou à Fundação Sarney ao menos R$ 35 mil pelo aluguel de um espaço para festas – o pátio do Convento das Mercês, construído no século 17 e atual sede da fundação no centro histórico da capital maranhense.

A Folha informa que pelo menos uma destas festas foi financiada com dinheiro público. Trata-se do auto de Natal Canto de Luz, bancado pela Eletrobrás, controlada por aliados do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). No fim de 2008, a estatal destinou R$ 389 mil à Abom.

O diretor da Abom, Raimundo Nonato Pereira Filho, ainda tem cargo no gabinete do senador Lobão Filho (PMDB-MA), filho do ministro Edison Lobão (Minas e Energia) – a pasta é responsável pelo controle da Eletrobrás. Pereira Filho não quis falar ontem sobre os repasses. Folha Online

Opinião de A Notícia: Pressão democrática

leave a comment »

Crise no Senado: José Sarney é mentiroso, sujo e ainda conta com o apoio e a proteção de Lula e do PT

Numa reação tardia interpretada como uma tentativa de entregar os anéis para salvar os dedos, o presidente do Senado, José Sarney, determinou ontem a anulação dos 663 atos secretos emitidos pela instituição nos últimos 14 anos. A decisão estabelece um fato novo na crise, como algo positivo para interromper a avalanche de escândalos que se avolumou sobre o comando da casa.

O documento que anulou os atos secretos foi assinado em atenção às recomendações do Ministério Público Federal e do relatório da comissão instituída para investigar as irregularidades denunciadas. A decisão foi de anular os 663 atos e, em 30 dias improrrogáveis, adotar as providências para que os cofres públicos sejam ressarcidos dos “recursos eventualmente pagos de forma indevida”.

Os atos secretos anulados referem-se aos 14 anos da administração de Agaciel Maia como diretor-geral do Senado. A interpretação da assessoria da mesa é de que funcionários que tenham sido nomeados por atos não publicados e que não tenham como comprovar o exercício da função terão de devolver os recursos recebidos a título de salário.

Eles são a comprovação de que seus responsáveis temiam que viessem a público e assim escancarassem as mordomias, os nepotismos ou a administração perdulária dos recursos da sociedade.

Leia mais aqui.

Written by Abobado

14 de julho de 2009 at 08:52