Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Archive for outubro 5th, 2009

Santa Catarina: Divulgada pesquisa de intenção de voto para o Senado

with 8 comments

Eleições em Santa Catarina: Vira e mexe são sempre os mesmos. Não deve ser "fácil" largar o osso

Faltando um ano para as eleições, o Instituto Mapa apresentou pesquisa exclusiva para o Grupo RBS sobre as intenções de voto para o Senado em Santa Catarina. É possível identificar uma certa polarização de votos para a Casa e para a Presidência da República em Santa Catarina, caso as eleições ocorressem hoje.

O Instituto Mapa ouviu 1.204 eleitores, entre os dias 23 a 27 de setembro de 2009, na pesquisa elaborada com exclusividade para o Grupo RBS. A margem de erro é de 2,8 pontos percentuais para mais ou para menos. Em 2010, os catarinenses deverão escolher dois nomes para o Senado Federal.

Na intenção estimulada para o primeiro voto, o governador Luiz Henrique (PMDB) recebe 33,1% dos votos. Ele é seguido pelo o ex-governador Esperidião Amin (PP), com 27,2%.

O deputado federal Claudio Vignatti (PT) é o terceiro mais citado, com 6,6% das intenções. Logo a seguir, aparecem citados o prefeito de Chapecó, João Rodrigues (DEM), com 4,7%, e o presidente da Assembleia Legislativa, Jorginho Mello (PSDB), com 4,0%. O assessor especial do Ministério dos Esportes, João Ghizoni (PCdoB), tem 1,1%. ClicRBS

Leia mais aqui.

Written by Abobado

5 de outubro de 2009 at 10:54

PT pune a liberdade de expressão

leave a comment »

Partido dos Trabalhadores: Que trabalhadores, cara pálida? O partido mais safado do Brasil prega moral 

Carlos Alberto Di Franco

O Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), reunido no dia 17 de setembro, decidiu punir os deputados federais Luiz Bassuma (BA) e Henrique Afonso (AC). Por unanimidade, ambos tiveram os seus direitos políticos suspensos por 1 ano e 90 dias, respectivamente. Não poderão votar nem ser votados nas instâncias partidárias ou discursar em nome do partido. Impressionante! Será que o PT decidiu enfrentar as consequências do pragmatismo aético que transformou as antigas bandeiras partidárias num trapo rasgado e sujo? Será que as suas lideranças tiveram um choque de nostalgia ética e resolveram tirar os esqueletos do armário e encarar, enfim, a sucessão de escândalos (basta pensar no mensalão) que mancharam importantes lideranças do partido?

A resposta é um redondo não. Os dois deputados não meteram a mão no cofre público. Não mentiram. Não transformaram os seus mandatos em ferramenta de enriquecimento próprio. Não participaram de recorrentes ações de delinquência parlamentar. Não fizeram caixa 2. Seu crime foi defender a vida. Sua ousadia foi questionar a descriminalização do aborto. Os membros do Diretório Nacional decidiram que eles infringiram a ética partidária, pois o PT decidiu em seu terceiro congresso nacional uma posição a favor da descriminalização. A verdade, caro leitor, é uma só: o PT puniu a liberdade das consciências e algemou o direito à liberdade de expressão, valores consagrados na Constituição e pilares dos direitos humanos.

Leia mais aqui.

Carlos Alberto Di Franco, doutor em Comunicação pela Universidade de Navarra, professor de Ética e diretor do Master em Jornalismo

Written by Abobado

5 de outubro de 2009 at 08:26