Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Archive for novembro 2009

30 anos de Novembrada – Mosquito passa mal e está em estado grave no Celso Ramos

leave a comment »

Amilton na emergência do Celso Ramos: Mal súbito derruba o Mosquito. Novembrada só em dezembro

Informações e foto do Blog do Canga

“Acabei de sair o hospital Celso Ramos onde o blogueiro Amilton Alexandre, “o Mosquito”, está internado, segundo os médicos, em estado grave.

Passou mal durante a tarde quando chegava ao estádio da Ressacada para “transmitir” via Twitter o jogo Avaí e Santos. Segundo me relatou às 21 horas [de ontem], já na sala de reanimação do hospital, ficou cerca de 1 hora dentro de uma ambulância no estádio, onde médicos e paramédicos tentavam estabilizá-lo.

Logo depois foi levado para o Hospital dos Servidores no centro. Eu fui saber do causo por volta das 21:30hs, quando estava pegando a minha filha perto do shopping Iguatemi. O telefone tocou e vi que a chamada era do Mosquito mas a voz era de uma mulher. Me disse que ele estava internado na emergência e insistia para que me ligassem.

Bem, lá fui eu com mulher e filha para o hospital. Consegui entrar pelos fundos e saí direto na sala de reanimação. Quando entrei vi “a morsa” cheia de fios e rodeada de médicos. Falava sem parar.

Quando me viu, lascou:
Pôrra, não posso morrer agora Canga!
Tive que rir e já emendei:
Pôrra, nem ficastes para ver a derrota do Avaí!

Os médicos não gostaram muito da brincadeira e rapidamente fui levado para um lado e uma médica bem jovem, muito atenciosa, me falou que era ela quem tinha me ligado do celular do Mosquito.
O Mosquito me chamando e pedindo para que eu atualizase o Tijoladas do Mosquito. O cara estava passando mal e não parava de falar.

Bem, os médicos me disseram que estavam tentando fazer um diagnóstico mas que já tinham enfiado uma porrada de remédio no cara e não estavam tendo resposta. Tipo, a pressão não baixava e ele não estava reagindo aos medicamentos de emergência. Soube também que não tinha lugar em nenhuma UTI e que no Regional de São José só com diagnóstico formado.

Quando saí de lá o Mosquito estava indo para uma tomografia. A equipe de jovens médicos, excelente segundo o Muska, estava lançando mão de todos os recursos disponíveis para reanimar o inseto.

Estou sem notícias agora, mas a situação era grave.

Sérgio Rubim – Blog do Canga

Algumas atualizações

Começam a surgir as ajudas – 14:58hs.

“Recebi agora informação do gabinete do deputado Joares Ponticelli que o ecocardiograma do Mosquito será feito daqui a pouco, no Hospital Celso Ramos mesmo. Assim que por volta das 19 hs teremos, finalmente, informações sobre o mal súbito que acometeu o Mosquito.
Encontrei agora o Moacir Pereira e o presidente da Casa do Jornalista, Ademir Arnon, que ficaram surpresos com a notícia do Mosquito. Interromperam almoço na Kibelândia e partiram rapidamente para o Hospital Celso Ramos para visitar o amigo e ver o que poderiam fazer para ajuda-lo.”

Ironia do destino: 30 de novembro, 30 anos da Novembrada e o Mosquito lutando pela vida em uma cama de hospital – 14:29hs

“Internado na tarde de ontem no Hospital Celso Ramos com suspeita de problemas cardíacos e pressão lá embaixo, o blogueiro Mosquito está há 24 horas sem um diagnóstico médico. Embora não concorde com muitas coisas que escreve e da forma como faz, sou amigo do Mosquito de longa data e – chamado por ele – não me furtaria de ajudá-lo. Mesmo conversando com a jovem médica que o está assitindo não consegui fazer a coisa andar. Não conseguem transferi-lo para o Regional de S. José, onde existe um setor de cardiologia, não sei por que."

Me disseram que era necessário fzer um ecocardiograma para chegar a um diagnóstico. Como no Celso Ramos não fizeram liguei par um advogado amigo do Mosquito que imediatamente me deu dinheiro e disse que fizesse particular.

Fui ao hospital, disse que pagaria o procedimento em uma clinica particular e aí fiquei sabendo que existe equipamento para fazer ecocardiograma no Celso Ramos. Agora a melhor parte:

Ouvi de uma das pessoas que estão atendendo o Mosquito que no ‘fim de semana ninguém faz ecocardiograma. Hoje, segunda-feira, o médico encarregado do exame está de férias e estamos tentando falar com ele.’

Resumo da ópera: mais de 24 horas sem diagnóstico e tratamento. Estão desde ontem tentando levantar a pressão do inseto e nada! Ou seja, alguma coisa estourou por dentro. Está vazando e… Bem, não sou médico mas se fosse já teria metido a faca pra ver o que está acontecendo por dentro já que não fazem o tal e ecocardiograma.”

Written by Abobado

30 de novembro de 2009 at 15:17

Honduras: Lula reafirma que não reconhecerá eleições

leave a comment »

Zelaya diz para Lula: ‘Olha o tamanho da naba que eu tô deixando pro Brasil’. Amigos para sempre

Se havia divergências entre membros do governo brasileiro sobre Honduras, a palavra final foi dada. Antes mesmo de saber o resultado da votação, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou ontem, em Estoril, Portugal, que o Brasil não reconhecerá o presidente eleito ontem. Para Lula, trata-se de "firmar posição contra um processo eleitoral coordenado por golpistas".

As declarações foram feitas em rápida entrevista durante sua chegada a Portugal para a Cúpula Ibero-Americana, que começa hoje. Lula disse ter discutido o tema com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, que está em Genebra, na Suíça, para uma cúpula da Organização Mundial do Comércio (OMC).

"No caso de Honduras, tive uma conversa com o (chanceler) Celso Amorim e lhe disse que o Brasil não tem por que repensar nada", afirmou. "Precisamos, às vezes, manter nossas convicções sobre as coisas, porque isso serve como alerta para outros aventureiros."

Lula argumentou que o processo eleitoral hondurenho foi coordenado por um governo golpista, o que é "inadmissível". Ele afirmou que alguns países poderão reconhecer o futuro governo hondurenho, mas não acredita que isto signifique que haja "divisão" na América Latina. Agência Estado

Mensalão do DEM: Arruda e vice negam em nota participação em esquema de corrupção

leave a comment »

Mensalão do DEM no Distrito Federal: Paulo Octavio e José Roberto "Panetone" Arruda. Relho neles!

Em nota divulgada neste domingo, o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), e o vice-governador do DF, Paulo Octavio (DEM), negam participação no suposto esquema de pagamento de propina para parlamentares da base aliada do governo na Câmara Legislativa do DF.

Na nota, os dois afirmam que foram vítimas de um "ato de torpe vilania" e se mostram "indignados" com as acusações. Arruda e Octavio afirmam que Durval Barbosa -ex-secretário de Relações Institucionais do Governo do Distrito Federal que gravou as imagens flagrando integrantes do governo recebendo propina – agiu de forma "capciosa e premeditada", apresentando uma "versão mentirosa" dos fatos.

A Nota

Ainda perplexos pelo ato de torpe vilania de que fomos vítimas por parte de alguém que, até recentemente, se mostrava um colaborador, vimos externar à população do Distrito Federal nossa indignação pela trama de que estamos sendo vítimas, engendrada por adversários políticos, valendo-se de pessoa que, à busca das benesses da delação premiada, por atos que praticou nos oito anos do governo anterior, urdiu, de forma capciosa e premeditada, versão mentirosa dos fatos para tentar manchar o trabalho sério e bem sucedido que tem sido feito pela nossa administração.

Arruda e Paulo Octavio afirmam que estão "tranquilos" porque sabem que são inocentes. Os dois dizem confiar no "sereno e isento" trabalho a Justiça "onde a verdade sempre acaba se afirmando".

Na nota, o governador e o vice ainda afirmam que os juízos emitidos sobre as denúncias "muito mais que atingir o princípio constitucional da presunção de inocência, colocam em risco a soberania da verdade democrática." Folha Online

Written by Abobado

29 de novembro de 2009 at 18:35

Santa Catarina: Ventos com mais de 100 km/h atingem o estado

leave a comment »

Criciúma: Parte da cobertura do Estádio Heriberto Hulse foi destruída pela força dos ventos

Ventos de até 100 km/h e chuva forte provocaram estragos na tarde desta quinta-feira em Santa Catarina. Pelo menos 18 cidades do Sul do Estado, a região mais atingida, e da Grande Florianópolis foram prejudicadas pelo temporal.

Com a força dos ventos, dois caminhões-baús tombaram na BR-101 em Laguna. Houve queda de energia com a derrubada de postes, queda de árvores e destelhamento de casas.

Em Jaguaruna, no Sul do Estado, um homem teve escoriações por todo o corpo depois que um galpão desabou. O local onde eram armazenadas máquinas não suportou a força do vento.

Algumas cidades ficaram sem energia elétrica, internet ou telefone. Cerca de 216 mil unidades consumidoras ficaram sem eletricidade no início da tarde e horas depois esse número caiu para 136 mil.

O corte de energia foi causado por postes caídos, vegetação na rede e cabos partidos. O diretor-técnico da Celesc, Eduardo Sitônio, observou que os casos mais complicados foram registrados nas cidades do Sul catarinense.

Em Imbituba, três trabalhadores caíram no mar com a queda de um guindaste no Porto de Imbituba, na tarde esta quinta-feira. Segundo informações da Defesa Civil do Estado, as vítimas sofreram lesões graves e foram hospitalizadas.

Houve estragos principalmente na área central, com casas destelhadas e placas publicitárias arrancadas. Em Capivari de Baixo, a lona de um circo foi arrancada. ClicRBS

Foto de Ulisses Job – DC

Leia mais aqui.

Veja mais imagens aqui.

Written by Abobado

20 de novembro de 2009 at 08:05

Florianópolis: O natal da canalhada!

with 3 comments

Mário Roberto Cavallazzi, secretário de Cultura, Esporte e Turismo de Florianópolis – Fonte: Site Tijoladas

Reproduzo abaixo matéria publicada no site Tijoladas do Mosquito que trata sobre a contratação, por parte da Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Esporte (Setur), de empresa para “levantar” uma árvore que deverá decorar o natal de Florianópolis.

Não tenho qualquer comentário a fazer sobre o que o Mosquito mostrou, mas acredito que o Ministério Público deveria tomar alguma providência com o objetivo de esclarecer a situação, já que a Palco Sul Eventos, de Tubarão, aparece envolvida em outra história rumorosa chamada “Arena Jurerê”.

Escândalo – Palco Sul – Empresa de Tubarão que atuou na treta ‘Arena Jurerê’ vai levar R$ 3.700.000,00 para montar árvore de natal na Av. Beira Mar Norte em Florianópolis

3 milhões por uma árvore de natal? Na Capital toda arrombada, suja e engarrafada? – Vai o roubar assim na casa do caraglio, sô!

Palcosul e a parceria Knaesel – Cavallazzi

A empresa Palco Sul Eventos Ltda – ME  de Tubarão (SC) que alugou palco, camarotes e arquibancadas para o evento falcatrua “Arena Jurerê”, está recebendo sem licitação da Prefeitura de Florianópolis (via SETUR) , a bagatela de R$ 3.700.000,00 para montar a árvore de natal da Capital.

Essa empresa não pode ter faturamento gigantesco, sendo uma micro-empresa. Suspeita-se que suas notas fiscais são calçadas. Isso é caso de polícia. Alguém tem de fazer alguma coisa.

A Palco Sul está presente em diversos eventos com prestação de contas rejeitada  ou mesmo não apresentadas à Secretaria de Organização e Lazer de SC. No caso da “Arena Jurerê” recebeu R$ 470.000,00 em duas notas emitidas no mesmo dia (17/12/2008) – notas 0483 e 0485 (a de número 0484 devem ter rasurado).

Eventos como o carnaval de Florianópolis 2009 e a  Fenaostra desse ano, teve  a participação da Palco Sul. Essa empresa parece uma fazenda de cítricos.

ÁRVORE DE NATAL DE R$ 3.700.000,00 – Cadê a polícia?

Olhem com atenção o extrato do Contrato Setur 1056/2009

A raíz da treta

O que menciona o artigo 25 da Lei 8.666/93

ISSO É ROUBO DE DINHEIRO PÚBLICO
É a metade do preço do prédio do Pró-Cidadão, que foi vendido pela Prefeitura  no calçadão da Felipe Schmidt.

Atentem para as notas calçadas da Palco Sul, emitidas para Rogério Zanetti de Souza na falcatrua “Arena Jurerê”:

A cidade de São Paulo vai gastar R$ 5,9 milhões, com apoio da iniciativa privada, para fazer toda sua decoração de natal.”

Mosquito solta o verbo e diz o que todo mundo gostaria de dizer mas ninguém tem coragem de fazer

Opinião do Estadão: O nó da crise dos presídios

leave a comment »

Ronaldo Benedet (de preto): Enquanto o secretário de Segurança de SC entrega viatura pelo estado…

Enquanto as prisões continuam sendo verdadeiras casas de horrores, por causa dos velhos problemas de superlotação e da condição degradante a que a população carcerária é submetida, parte das verbas destinadas pela União para a expansão e modernização do sistema prisional está parada nos bancos há mais de quatro anos, à disposição de 24 Estados e do Distrito Federal.

O motivo é a má qualidade dos projetos de construção e reforma de presídios que têm sido encaminhados pelos governos estaduais ao Ministério da Justiça. Vários projetos contêm graves falhas estruturais, em matéria de engenharia civil. Outros estão embargados por entraves ambientais. Há, também, obras paralisadas por determinação judicial, após denúncias de manipulação de concorrência pública para a escolha da empreiteira. E existem ainda casos de obras paradas por causa da resistência de prefeitos de pequenas cidades do interior à construção de estabelecimentos penais em seus municípios.

Segundo as estimativas do Departamento Penitenciário (Depen), do Ministério da Justiça, o Brasil tem cerca de 470 mil presos e um déficit no sistema prisional de 170 mil vagas. Além disso, há cerca de 500 mil mandados de prisão expedidos pela Justiça não cumpridos. A falta de vagas e a superlotação dos estabelecimentos penais estão entre os principais fatores responsáveis pelo alto índice de reincidência criminal. Em alguns Estados, segundo o Conselho Nacional de Política Criminal (CNPC), 70% dos presos que deixam a prisão voltam a delinquir. Na Europa e nos EUA, a taxa média de reincidência é de 16%.

Leia mais aqui.

Written by Abobado

17 de novembro de 2009 at 08:07

Apagou geral

leave a comment »

Ricardo Noblat

Apagão de bom senso: foi um micro incidente, segundo o ministro Tarso Genro, da Justiça. Não, não foi. Em extensão, foi o maior apagão da história do país. Afetou 18 estados e 88 milhões de pessoas. Sobrou para sete milhões de paraguaios. Durou cinco horas e 47 minutos. Pela primeira vez, pararam todas as turbinas da hidrelétrica de Itaipu.

Apagão de gestão: não é aceitável que um ou três raios no interior de São Paulo desliguem Itaipu e apaguem o país. Falhou o sistema de “ilhamento” capaz de confinar o problema a uma só região.

Apagão de responsabilidade: no instante em que se fez o breu, Lula sumiu. Dilma Rousseff, a ex-ministra de Minas e Energia que desenhou o novo modelo do setor, também sumiu. Edison Lobão, o atual ministro, foi escalado para ser "a cara do apagão".

Apagão de comunicação: o falatório desconexo das autoridades e dos técnicos adensou a escuridão. As explicações desencontradas comprovaram que o governo não tinha a mínima idéia sobre o que dizer à população no primeiro momento – nem no segundo. Foi então que Lula, assustado com o estrago que o episódio pode causar na imagem do governo, concluiu que o melhor seria todo mundo se calar. Mas antes… Bem, antes…

Apagão de compostura: quando parecia insustentável o sumiço da mãe de tudo o que o governo faz de bom, Dilma finalmente falou. Antes não o tivesse feito. Olha aqui, minha filha: em vez de explicações, Dilma foi grosseira com os jornalistas. Só faltou jogar nas costas da mídia a culpa pelo apagão. Lembrou o destemperado Ciro Gomes (PSB-CE) de 2002, que conseguiu perder a eleição presidencial para ele mesmo. Blog do Noblat

Leia mais aqui.

Written by Abobado

16 de novembro de 2009 at 08:30