Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Archive for the ‘Eleições em São Paulo’ Category

Petralha é uma praga: Haddad e a cascata da catarata

leave a comment »

Petista exibe doente em falsa fila de espera na propaganda eleitoral; exposta a farsa, em vez de se retratar, ele acusa a prefeitura de “quebra de sigilo” e segue mentindo

Há duas semanas, o programa de TV do candidato Fernando Haddad contou a história triste do senhor da foto acima, descrito como um caminhoneiro que não pode mais trabalhar porque espera há quatro anos na fila por uma cirurgia de catarata no sistema municipal de saúde.

Após a exibição do programa, o Estadão questionou a Secretaria de Saúde sobre o caso, e no dia 28/08 publicou a matéria Para expor erro de Haddad, Prefeitura abre dado de paciente, já desde o título dando mais ênfase à divulgação pelo órgão dos dados corretos – a pedido do próprio jornal – do que à mentira que despertou a curiosidade das repórteres. Confiram alguns trechos:

A reportagem do Estado questionou a Secretaria Municipal de Saúde sobre o problema. A assessoria de imprensa informou, então, que já havia consultado os dados do paciente na Unidade Básica de Saúde Guaianases 1 e no ambulatório de especialidades Jardim São Carlos e que a “hipótese de diagnóstico” não era catarata, mas pterígio – crescimento do tecido sobre a córnea.

A secretaria ainda questionou o fato de o paciente que aparece no programa de Haddad ter dito que estava na fila para receber a cirurgia de catarata. Segundo o órgão, não há filas para isso. Machado disse não ter dado autorização para a divulgação de seus dados.

(…)

A campanha de Haddad minimizou a informação errada exibida em seu programa de TV. Afirmou que foi Machado quem afirmou ter catarata. Disse ainda que, provavelmente, ele não sabia a diferença entre catarata e a doença que de fato possui. Os petistas também atacaram a Prefeitura afirmando que o problema de Machado deveria ter sido resolvido independentemente do diagnóstico. “Pterígio é mais simples que catarata”, disse Carlos Neder, vereador petista.

(…)

As informações sobre o prontuário do paciente foram passadas ao Estado por telefone pela assessoria de imprensa em dois contatos telefônicos. A assessoria afirmou que formalizaria as respostas mediante um pedido por escrito. A reportagem, então, enviou um e-mail solicitando informações sobre “a fila para realizar o atendimento médico do sr. José Machado”.

(…)

Nos dias seguintes, o debate sobre ética médica e a troca de acusações entre a prefeitura e o PT ficaram para trás enquanto o jornalismo seguia buscando o diagnóstico correto do paciente. Faz sentido: de acordo com José Machado, ele só queria mesmo era tratar de seu problema e estava até arrependido de ter dado depoimento ao programa eleitoral de Haddad.

Bem, isso foi até a semana passada. Logo que foi divulgado laudo confirmando que Machado tem mesmo catarata – porém, como havia afirmado a nota da Secretaria de Saúde, também sofre de pterígio, que precisa ser tratado antes – o caminhoneiro tratou de gravar novo depoimento para a propaganda do PT (arrependeu-se do arrependimento?), exibido na última sexta (14). Dizendo-se “de alma lavada”, o caminhoneiro cobra um pedido de desculpas de… José Serra, candidato do PSDB que havia defendido a divulgação dos dados dele pela Prefeitura. Reportagem do portal iG:

(…)

No programa de Haddad da noite desta sexta, o caminhoneiro se disse “de alma lavada” e cobrou um pedido de desculpas do candidato do PSDB, José Serra , que havia defendido publicamente a Prefeitura e dito que Machado não tinha catarata. “Hoje, no dia 13 de setembro de 2012, eu me sinto com a alma lavada. A minha esposa leu o jornal para mim falando a verdade, de que tudo o que eu falei era verdade. Hoje eu posso sair na rua de cabeça erguida”, diz o caminhoneiro no programa.

(…)

Após a reportagem publicada pelo “Estadão”, na última quinta, a Secretaria Municipal de Saúde divulgou uma nota em que mais uma vez rebate as informações veiculadas pela campanha do PT. “Como já dito em outras oportunidades, o principal problema oftalmológico que afeta o paciente não é a catarata. Tanto é que, no dia da cirurgia (17/01/2012) – que não era para catarata –, os especialistas do Instituto CEMA de Oftalmologia e Otorrinolaringologia concluíram que o caso era mais complexo”, diz o texto. O órgão também diz que “não é verdade que o paciente ficou dois anos em fila de espera por cirurgia, fosse qual fosse”. “Pouco mais de três meses depois de sua primeira consulta, ele teve sua cirurgia marcada (17/01/2012). Isso leva a crer que o programa eleitoral divulgou informação inverídica para confundir a opinião pública, desviando a discussão para o diagnóstico e não para o falso tempo de espera que a campanha eleitoral do PT vinha difundindo, levando consigo alguns veículos de imprensa.”

Para quem “só queria resolver o problema”, a comemoração desta pequena vitória parece um pouco exagerada.

Essa história tem mais um detalhe interessante: discordâncias sobre diagnóstico e tratamento à parte, a cirurgia de catarata é responsabilidade do SUS, do Governo Federal. Por coincidência, imagina-se, o Ministério da Saúde deu início no mês passado à campanha Mutirão pela cirurgia de catarata – algo que não acontecia desde 2003 -, com objetivo justamente de zerar a fila de espera para o procedimento no sistema federal.

Na intenção de criticar a saúde na cidade de São Paulo, a campanha de Haddad expôs um cidadão que (a princípio, vamos acreditar) não tem interesses além da própria cura, fabricou uma mentira e ainda evidenciou o relaxamento do governo Dilma no tratamento da catarata.

Do Implicante

Para São Paulo seguir avançando, eu quero Serra Já – @SerraJa

leave a comment »

Written by Abobado

28 de julho de 2012 at 20:13

Nobre gesto de um grande homem: Matarazzo anuncia desistência de prévias do PSDB e declara apoio a Serra

leave a comment »

Andrea Matarazzo: ‘O nosso adversário é o PT. É ele que temos de enfrentar para evitar que cumpra o seu projeto nacional de devastar as instituições republicanas’

O secretário de Cultura de São Paulo, Andrea Matarazzo, anunciou que desistiu de disputar a prévia do PSDB para a Prefeitura de São Paulo, marcada para 4 de março, e declarou apoio à pré-candidatura do ex-governador José Serra. "Abro mão da minha candidatura por José Serra", afirmou.

Matarazzo apontou como razão para a desistência a luta do PSDB contra o PT. "O nosso adversário é o PT. É ele que temos de enfrentar para evitar que cumpra o seu projeto nacional de devastar as instituições republicanas", afirmou. Apesar de agir como cabo eleitoral de Serra, a quem chamou de "melhor prefeito que São Paulo já teve", Matarazzo informou que a prévia está mantida.

Os demais pré-candidatos – Bruno Covas (Meio Ambiente), José Aníbal (Energia) e Ricardo Tripoli – não retiraram as candidaturas até o momento. Covas pode anunciar a desistência na noite deste domingo ou, no máximo, até segunda-feira. Ele faria um comunicado a correligionários às 19h30.

Está prevista também uma reunião do governador Geraldo Alckmin com os principais aliados, no Palácio dos Bandeirantes, para traçar a estratégia da entrada de Serra na prévia, informa a repórter Julia Duailibi.

Continuam firmes na disputa marcada para 4 de março o secretário de Energia do Estado, José Aníbal, e o deputado Ricardo Tripoli. Eles disseram neste domingo a Alckmin que não aceitam mudanças na data da prévia. Aliados de Serra querem mais tempo para conquistar apoio dentro da legenda à candidatura do ex-governador. O prazo do PSDB para a realização da eleição interna é 31 de março. Estadão Online