Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Archive for the ‘Mundo’ Category

Avião da FedEx acidenta-se ao pousar em Tóquio

with 2 comments

Um avião de carga da companhia norte-americana FedEx acidentou-se no momento da aterrissagem no aeroporto internacional de Tóquio e incendiou-se. Piloto e copiloto estavam a bordo da aeronave e a situação de ambos ainda é desconhecida. Imagens exibidas por emissoras locais de televisão mostram o avião incendiando-se depois de aterrissar em meio a fortes ventos no Aeroporto Internacional de Narita, nas proximidades da capital japonesa.

Caminhões do Corpo de Bombeiros foram enviados e o aeroporto encontra-se fechado para pousos e decolagens. O avião era um Boeing MD-11 pertencente à FedEx e fazia um voo regular procedente de Guangzou, China, informou a agência local de notícias Kyodo. Agência Estado

Written by Abobado

22 de março de 2009 at 21:47

Publicado em Mundo

Tagged with , , , ,

Coisa de abobado: Mais de 1.100 carros são incendiados no Ano Novo na França

leave a comment »

Tá certo que o Brasil não é um país sério, mas isso aí já é demais

O governo francês afirmou nesta quinta-feira, 1, que mais de 1.100 carros foram incendiados durante o Ano Novo no país, 30% a mais em comparação ao feriado de 2007. O presidente Nicolas Sarkozy pediu punição para os responsáveis pelos protestos, que já se tornaram uma tradição nos subúrbios franceses.

O Ministério do Interior afirmou que 1.147 carros foram queimados durante a madrugada, em comparação aos 878 do último feriado. Autoridades informaram ainda que a polícia deteve 288 pessoas durante a noite, número maior em relação aos 259 presos nas festas anteriores.

Sarkozy afirmou que os menores pegos incendiando veículos devem ser impedidos de tirar a licença de motorista até que paguem pelos danos provocados. “Não há razoes para que pessoas honestas paguem pelas consequências do comportamento de delinquentes”, afirmou.

Os incêndios de carros são ocorrências regulares na França, onde 36.700 – número considerado recorde – foi registrado nos primeiros 11 meses de 2008. A tradição de queimar os carros começou com os protestos que atingiram os subúrbios do país em 2005. Reuters

Written by Abobado

1 de janeiro de 2009 at 19:34

Publicado em Mundo

Tagged with , , ,

Israel e Palestina: Entenda a disputa pela terra

leave a comment »

Força militar de Israel afirma que continuará com os ataques; mais de 100 bombas foram arremessadas na faixa de Gaza nesta manhã

Qual lado tem razão no conflito entre israelenses e palestinos? Talvez seja impossível responder essa pergunta.

A questão palestino-israelense se reduz essencialmente à questão da terra – quem pode viver nela e quem controla seu uso. A isso têm se sobreposto questões de direitos humanos e direito internacional, afetadas pelo ressentimento e pela desconfiança mútuos após décadas de violência. Contesta-se cada fato, cada estatística, cada argumento e cada interpretação jurídica de cada resolução, sentença e documento. O que é incontestável é que os dois lados usaram e usam de assustadora violência um contra o outro e que não só os combatentes, mas também os cidadãos comuns, têm sofrido.

Os assentamentos israelenses na Cisjordânia se iniciaram em 1968. No começo do século 21, havia 400 mil israelenses vivendo em Gaza e na Cisjordânia (inclusive Jerusalém Oriental). Em muitos casos, o que denominavam assentamentos ou colônias já eram cidadezinhas bem estabelecidas.

Todas são ilegais pela Quarta Convenção de Genebra (1948), parte do que antes se chamava Lei da Guerra e hoje se conhece como direito humanitário internacional. A Quarta Convenção proíbe que os Estados assentem população civil em território ocupado. Tudo o que se faça com esse fim será ilegal, incluindo o que perpetue a situação. Foi essa a base do parecer de 2004 do Tribunal Internacional de Justiça que considera ilegal o muro que está sendo construído como barreira de segurança entre Israel e a Cisjordânia, pois partes de seu traçado ligam assentamentos ao território principal de Israel.

Em 1988, o Conselho Nacional Palestino (CNP), órgão legislativo da OLP, foi convencido pelo líder da organização, Yasser Arafat, a reconhecer as fronteiras israelenses de 1949. Isso implicava desistir de reivindicar a soberania sobre 78% da Palestina histórica e concentrar a luta na Cisjordânia e em Gaza.

Os israelenses, porém, tinham o direito de duvidar da firmeza dessas intenções, já que não se tomara nenhuma providência para alterar a Carta Nacional Palestina. Afinal, em 2006 o Movimento de Resistência Islâmica (Hamas) ainda não reconhecera Israel como Estado legal quando formou o novo governo da Autoridade Palestina (AP). A maioria dos observadores internacionais, entretanto, acreditava que, em alguma medida, isso acabaria acontecendo, mesmo que o Hamas adotasse uma designação para distinguir o legal do que considera legítimo.

Para os palestinos, a questão não é apenas a presença de colonos na Cisjordânia e (até 2005) em Gaza. É o controle israelense do território, o uso israelense dos recursos hídricos, as limitações que tudo isso impõe às suas perspectivas econômicas, a maneira pela qual são tratados pelas forças israelenses. A dignidade e a esperança dos palestinos, tanto como comunidade quanto como indivíduos, estão sob ataque permanente. Daí o ímpeto de revidar e levar a guerra aos civis israelenses. E, como é típico nos conflitos persistentes, as medidas que Israel toma para neutralizar a ameaça de violência acabam exacerbando o problema subjacente, mesmo que tenham algum impacto a curto prazo no reforço à segurança de Israel. Folha Online

Leis mais aqui.

Written by Abobado

28 de dezembro de 2008 at 17:21

Mugabe: ‘O Zimbábue é meu’

with one comment

O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, com sua mulher, Grace, nesta sexta-feira no congresso do partido do governo na cidade de Bindura

O Zimbábue é meu", disse nesta sexta-feira (19) seu presidente, Robert Mugabe, em discurso no qual chamou seu primeiro-ministro designado, o opositor Morgan Tsvangirai, de "um testa-de-ferro do Ocidente".

"O Zimbábue nunca se renderá", disse Mugabe, em seu discurso de inauguração da conferência anual da União Africana Nacional do Zimbábue-Frente Patriótica (Zanu-PF).

Vestido com um jaqueta de cor verde e um boné de beisebol, Mugabe disse que Tsvangirai, líder do opositor Movimento para a Mudança Democrática (MDC), é "digno de lástima".

"Ele (Tsvangirai) já não tem controle nem de si mesmo. Isto é o que acontece quando alguém se transforma em uma marionete", disse Mugabe de seu rival.

De acordo com os termos de um acordo para compartilhar o poder em setembro entre a Zanu-PF e o MDC, Tsvangirai foi designado primeiro-ministro de um Governo de unidade no qual Mugabe continuaria sendo presidente e que, segundo se disse então, poderia tirar o Zimbábue de sua grave crise política, econômica e humanitária.

O acordo está a ponto de cair, porque Mugabe pretende monopolizar para a Zanu-PF todos os ministérios principais deixando ao MDC em um papel de sócio minoritário.

Morgan Tsvangirai advertiu hoje que seu partido suspenderá as negociações com a Zanu-PF se o governo continuar reprimindo a oposição política e os ativistas de direitos humanos do Zimbábue.

Em entrevista coletiva em Gaborone, capital de Botsuana, Tsvangirai disse que 42 militantes do MDC foram seqüestrados.

"Se os seqüestros não cessarem imediatamente e se todos os desaparecidos não forem libertados ou levados a um tribunal de Justiça até 1º de janeiro de 2009, solicitarei ao Conselho Nacional do MDC que aprove uma resolução para suspender todas as negociações e contatos com a Zanu-PF", disse Tsvangirai. AFP

Written by Abobado

19 de dezembro de 2008 at 18:36

Publicado em Mundo

Tagged with , , ,

Chávez se reunirá com presidente russo na quinta-feira

leave a comment »

chavez_Medvedev

A reunião entre os presidentes venezuelano, Hugo Chávez, e russo, Dimitri Medvedev, acontecerá na quinta-feira (25) no sul da Rússia, perto da fronteira com o Azerbaijão, afirmou nesta terça-feira o presidente sul-americano.

"Irei me reunir com o presidente Medvedev no sul da Rússia, perto da fronteira com o Azerbaijão, onde ocorrerão manobras militares. Vamos nos encontrar para trocar idéias", afirmou Chávez em declarações por telefone à rede estatal de televisão venezuelana.

Chávez se encontra na China desde segunda-feira e seguirá viajem para a Rússia amanhã, em um tour internacional que também inclui França e Portugal.

A visita de Chávez à Rússia acontece logo depois de uma frota de navios russos ter partido de sua base no Ártico com destino à Venezuela, onde realizará manobras conjuntas em um exercício militar sem precedentes desde o fim da Guerra Fria.

Sobre esse assunto, Chávez afirmou que a partida da frota russa ao Caribe não representa "um anúncio de guerra, mas sim de paz". "Cada um toma suas medidas de proteção (contra os Estados Unidos)", afirmou o presidente venezuelano.

Exercício militar

A Frota do Norte inclui a nau capitânia, o cruzador lança-mísseis de propulsão nuclear Pedro, o Grande, o destróier Almirante Chabanenko e navios de escolta, segundo a marinha russa.

A frota militar russa deverá chegar às águas territoriais da Venezuela em novembro ou dezembro. Essas manobras, inéditas no Caribe desde o fim da Guerra Fria, serão realizadas em uma região próxima aos Estados Unidos – considerada há um século como zona de influência americana – e no momento em que as relações entre Moscou e Washington estão abaladas pela intervenção russa na Geórgia, no início de agosto.

O Exército russo invadiu a Geórgia para defender os separatistas pró-russos da Província da Ossétia do Sul, que havia auto-declarado independência nos anos 1990 e cujo controle os militares georgianos tentavam retomar. Os conflitos duraram quase um mês e a ofensiva Rússia foi alvo de ampla condenação no Ocidente.

Em setembro, dois bombardeiros russos TU-160 permaneceram por uma semana na Venezuela para realizar "vôos de treinamento", no que Chávez chamou de "advertência" aos Estados Unidos. Folha Online

Written by Abobado

24 de setembro de 2008 at 01:30

Publicado em Mundo

Tagged with , , ,