Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Posts Tagged ‘Arrows

Pelotada nos ‘peito"’: Justiça nega afastamento de Pavan

leave a comment »

Vice-governador Leonel Pavan: Enrolado com a Arrows Petróleo até os ‘grugumilho’. Que dureza, negão!

O juiz Luiz Antônio Fornerolli, da Unidade da Fazenda Pública da Capital, negou hoje o pedido de afastamento de Leonel Pavan do cargo de vice-governador do Estado, requerido em Ação Civil Pública por improbidade administrativa impetrada pelo Ministério Público Estadual. O magistrado negou, também, o pedido de segredo de Justiça formulado neste novo processo contra o vice-governador.

A ação deu entrada na Unidade da Fazenda no dia 10 de fevereiro. Os fundamentos do pedido constam do inquérito civil realizado pelo Ministério Público Estadual. Documentos e gravações contidos no indiciamento da Polícia Federal durante a Operação Transparência constam da inicial.

O processo tem seis volumes e vem acompanhado de dois envelopes com CDs, contendo os grampos autorizados pela Justiça Estadual.

A Ação Civil Pública contra o vice-governador foi impetrada pelo promotor de Justiça Ricardo Paladino, coordenador Estadual de Moralidade Administrativa, e pela promotora de Justiça Marina Rebelo.

Os autores pediam o afastamento de Leonel Pavan do cargo e o segredo de Justiça. Os dois pleitos foram negados no julgamento da liminar pelo juiz. Blog do Moacir Pereira

Leia notícia atualizada publicada no DC Online aqui.

Written by Abobado

18 de fevereiro de 2010 at 22:26

Sérgio Rubim: Mãos de louça e mãos de barro

leave a comment »

Caso Pavan/Arrows: As fotografias dos envolvidos no aeroporto de Florianópolis não provam nada

Se as fotografias do sistema interno de vigilância do Aeroporto Hercílio Luz que mostram Leonel Pavan e os empresários Marcos Pegoraro e Eugênio Rosa no aeroporto são as provas “contundentes” (conforme afirmam o superintendente da PF e o procurador geral de Justiça) de que houve corrupção e que os empresários da Arrows teriam passado os R$ 100 mil naquele momento para o vice-governador, é tiro n’água. Aquilo não prova nada.

Para começar as duas fotos que constam do processo mostram Pavan, sozinho no embarque e os dois empresário sozinhos na recepção do aeroporto. Nem o tal abraço “efusivo” entre o vice-governador e o empresário corruptor foi fotografado. Se foi, ainda não foi divulgado.

Duvido muito que os empresários tenham entregue qualquer coisa, muito menos um envelope pardo, a Pavan do lado de fora do carro em que depois embarcaram juntos.

Outro detalhe interessante é o relato de um dos vários agentes federais que campanavam o encontro de que os empresários e o vice-governador entraram em um mesmo carro e vieram em direção ao centro de Florianópolis. No relato o araponga afirma que sairam em veículo de cor escura.

Pera aí! Esse carro não tinha placas?  nem cor definida? nem marca?

Ou a PF está fazendo um jogo de morde e assopra e vai liberando aos pouquinhos as provas, até chegar às “contundentes”, ou todo aquele carnaval das denúncias vai ser tiro n’água.

Fotos do Pavan em aeroporto sozinho e desses empresários sozinhos eu tenho aos montes e para quem acha que são valiosas é só fazer contato que vendo. Vai no Google, faz a busca e dá para montar um booke.

Não acredito que a PF e o ministério público, depois de falarem com aquela vemência toda em coletivas à imprensa, tenham apenas este material para a imprensa divulgar.

É claro que estas fotos aliadas às escutas telefônicas e outros procedimentos suspeitos comprovados na Secretaria da Fazenda levam a montagem de um quebra-cabeça que desagua nos crimes cometidos pela quadrilha. A grande expectativa é o aparecimento das gravações. Diz que tem coisas escabrosas. Tomara! Meu fel tá explodindo de curiosidade! Blog do Canga

Leia mais aqui.

Santa Catarina: Diretores da Secretaria da Fazenda pedem exoneração

leave a comment »

Santa Catarina: Um estado bonito, de gente boa e hospitaleira, arde na vergonha de um governo salafra

O diretor-geral, Pedro Mendes, e o diretor de Administração Tributária, Anastácio Martins, da Secretaria da Fazenda de Santa Catarina pediram exoneração do cargo. Os pedidos foram aceitos na tarde desta quinta-feira pelo secretário da Fazenda, Antônio Gavazzoni (DEM).

Mendes e Martins foram denunciados pelo Ministério Público por envolvimento na Operação Transparência da Polícia Federal (PF), que investiga corrupção no setor de combustíveis no Estado.

Ambos são apontados por advocacia administrativa que envolve a empresa Arrows Petróleo do Brasil, que teve o registro cancelado pela Fazenda em março. A empresa teria oferecido R$ 100 mil ao vice-governador Leonel Pavan para que intermediasse a liberação da inscrição estadual.

A inscrição não foi liberada, conforme o inquérito, porque servidores públicos teriam se recusado a acatar ordens superiores. Os originais do processo sumiram da Fazenda.
A Arrows deve R$ 23 milhões ao Fisco entre dívidas apuradas e outras que ainda estão sendo investigadas. Santa Online

Leia mais aqui.