Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Posts Tagged ‘Deinfra

Florianópolis: Trevo da Seta tem trânsito caótico mesmo depois da inauguração de elevado de R$ 16 milhões

leave a comment »

O Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (PMRv) está estudando a possibilidade de liberar o sentido único, no sentido Centro — bairro, entre o Trevo do Rio Tavares e o elevado do Trevo da Seta, no Sul da Ilha. A PMRv analisa o volume de tráfego de veículos entre 18h até 19h para definir se haverá necessidade de abrir o sentido único, o que já acontece diariamente pela manhã.

Depois dos 18 meses em obras e cerca de R$ 16 milhões gastos, o elevado do Trevo da Seta foi liberado para tentar desafogar o congestionamento sentido Centro — Sul da Ilha. Mas para quem esperava a solução para as filas, como foi divulgado em um outdoor no caminho para o elevado, a frustração foi inevitável.

Um desses problemas é de ordem matemática. As três faixas de pista da Via Expressa Sul se transformam em duas para quem sobe o elevado e apenas uma na SC-405. Isso sem falar nas obras que ainda continuam no elevado, com homens trabalhando por todo o dia.

Na secretaria de Obras da prefeitura de Florianópolis, há quem acredite que o elevado foi liberado cedo demais. Oficialmente, o secretário Luiz Américo pede paciência. A explicação é que a liberação do elevado Trevo da Seta é apenas um dos componentes que atuarão para desafogar o trânsito.

Nesse conjunto de ações, está a retomada das obras da terceira pista na SC-405. Enquanto as obras não começam, os pontos de ônibus continuam sem recuo adequado e a entrada e saída dos estacionamentos dos estabelecimentos comerciais na rodovia aumentam ainda mais a lentidão.

Esses são os argumentos apresentados à PMRv que justificariam a liberação do sentido único em horários de maior congestionamento — no começo da manhã e no final da tarde.

— Estamos vendo se a quantidade de veículos em congestionamento justificam uma operação da Polícia Militar Rodoviária. Estamos estudando — diz o subtenente Jairo Cabral, comandante do posto da PMRv no Sul da Ilha.

Depois de dois adiamentos na data de inauguração do elevado, moradores dizem que também foi adiada a esperança de que as filas poderiam acabar no Sul da Ilha um dia.

Terceira pista é a esperança

A próxima esperança para desafogar o trânsito no Sul da Ilha está na construção da terceira pista na rodovia SC-405. É o que diz o Departamento Estadual de Infraestrutura de Santa Catarina (Deinfra), que planejou a terceira pista desde o final do elevado do Trevo da Seta até a Ponte do Rio Tavares.

Para viabilizar o projeto, partes de 93 imóveis terão que ser desapropriadas pelo governo, em um custo que gira em torno de R$ 2,3 milhões. Além disso, as obras, previstas para iniciarem em maio, custarão R$ 3,5 milhões.

Sentido Centro — Sul

O tráfego de veículos em direção ao Sul da Ilha segue em três pistas pela Via Expressa Sul e se divide no elevado Trevo da Seta. Quem vai para o aeroporto segue pela pista da direita e quem quer ir sentido Sul da Ilha sobe pelo elevado. Nesse ponto, as três faixas viram duas e, no fim do elevado, vão desembocar na SC-405, em apenas uma pista sentido Centro — Sul.

Sentido Sul — Centro

Quem vier da SC-405 pode passar sobre o elevado para seguir sentido Centro ou seguir pela pista da direita, em direção à Costeira. Uma das questões críticas está para quem vem da SC-405 e quer ir até o aeroporto. Para isso, é preciso seguir sobre o elevado até a Via Expressa Sul e andar cerca de 2 quilômetros até encontrar o retorno. ClicRBS

Estado e prefeitura de Florianópolis divergem sobre guard-rails em pontes

leave a comment »

Ponte Colombo Salles e as defensas da discórdia: Dinheiro público em obra desnecessária

O Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) e o Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf) não conseguem chegar a um acordo sobre as defensas (guard-rails) que devem ser colocadas nas pontes de acesso à Ilha de Santa Catarina.

Os guard-rails já foram colocados pelo Deinfra na maior parte do lado direito da Ponte Colombo Salles (sentido Ilha-Continente), mas o trabalho foi suspenso no dia 17 de fevereiro. Com base no Estatuto da Cidade, a obra foi embargada pelo Ipuf por interferir na visibilidade da Ponte Hercílio Luz, um dos principais símbolos do Estado.

De acordo com o presidente do Deinfra, Romualdo França, após o embargo o assunto foi discutido entre técnicos do Ipuf e do Deinfra, mas a solução apresentada pelo órgão municipal não oferece as garantias de segurança necessárias. ClicRBS

Leia mais aqui. Imagem de Júlio Cavalheiro.

Written by Abobado

6 de abril de 2009 at 13:56

Florianópolis – Deinfra vai fazer desvio na SC-401

leave a comment »

Florianópolis, SC-401 – Homens trabalhando na detonação de pedras que obstruem a estrada

O Departamento Estadual de Infra-estrutura (Deinfra) irá fazer um desvio na SC-401, rodovia que liga a região central de Florianópolis às praias do Norte da Ilha. A estrada está bloqueada no km 14 por causa da queda de uma grande barreira. A informação é do responsável pela desobstrução da rodovia, o engenheiro Cléo Quaresma, superintendente do Deinfra na Grande Florianópolis.

Hoje o tráfego é desviado pelo Caminho dos Açores, cortando a área urbana do distrito de Santo Antônio de Lisboa. A construção do novo desvio, ao lado da pista da SC-401, tem o objetivo de liberar o trânsito de veículos a construção de um muro de contenção da encosta que desmoronou.

— Provavelmente ,para passar a temporada, nós teremos que conviver com esse desvio. As soluções para o corte que deslizou vão demandar muito tempo de implantação e são complexas — disse Quaresma.

Por enquanto, os veículos podem dar uma grande volta pelo bairro Rio Vermelho ou passar pelo Caminho dos Açores, no bairro Santo Antônio de Lisboa. A travessia leva até duas horas em horários de pico, gerando revolta dos motoristas e usuários do transporte coletivo.

A liberação da pista está prevista inicialmente para o dia 14 de dezembro. Com o desvio, que consistirá em uma mudança no traçado da SC-401, há a possibilidade de que o tráfego seja liberado antes do prazo, segundo o engenheiro.

Cléo Quaresma acredita que o caminho alternativo vai resolver o problema de congestionamentos na região e garantir a segurança dos motoristas caso aconteçam novos deslizamentos na área em que ocorreu o primeiro.

— O desvio vai fazer com que o usuário da rodovia trafegue com mais segurança nesse trecho e provavelmente não vai impedir que as obras de contenção da encosta venham a ser construídas no decorrer dos meses de janeiro e fevereiro. O projeto que vai definir como será o desvio ainda está sendo estudado.

— Nós estamos estudando ainda uma maneira de viabilizá-lo com rapidez, conforme determinação do doutor Romualdo (Romualdo França, secretário da Infra-estrutura), mas ainda não temos uma solução. A limpeza está num ritmo bom, estamos com quatro escavadeiras e quem sabe até o fim da semana temos um novo posicionamento. Isso vai depender do que nós acharmos de rocha pelo caminho.

De acordo com o engenheiro, não há falta de máquinas ou de pessoal para os trabalhos. Entre as dificuldades para a liberação da pista estão o desmonte de rocha, que está misturada com terra e lama, e a proximidade do ponto de deslizamento com residências e uma adutora da Casan. ClicRBS

Written by Abobado

5 de dezembro de 2008 at 12:04