Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Posts Tagged ‘Polícia Rodoviária Federal

Santa Catarina: Samu desmente versão dada pelo governo federal sobre voos de Ideli Salvatti em aeronave da PRF

leave a comment »

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência afirma que convênio com a Polícia Rodoviária Federal para utilização de helicóptero em Santa Catarina está em vigor, ao contrário do informado pelos ministérios da Justiça e de Relações Institucionais
 

Indecente: Ideli, o trombolho de saia, embarca em helicóptero de resgate da PRF na cidade de Laguna, sul do estado de Santa Catarina

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), de Santa Catarina, desmentiu, na manhã de ontem, nota de esclarecimento divulgada pela Secretaria de Relações Institucionais (SRI) e pelo Ministério da Justiça na sexta-feira à noite. As duas pastas informaram que o helicóptero utilizado pela ministra Ideli Salvatti em visitas à base eleitoral, em Santa Catarina, “não é conveniado ao Samu desde agosto de 2012”, portanto não poderia mais realizar remoção de vítimas de acidentes.

Ao contrário do que diz o comunicado, o Samu, por meio da assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde de Santa Catarina, esclareceu que o convênio com a Polícia Rodoviária Federal para o resgate de pacientes graves está em pleno vigor.

O contrato em questão venceu em março do ano passado e acabou renovado em dezembro. Este ano, inclusive, a aeronave, segundo o governo catarinense, já foi utilizada pelo Samu no atendimento a feridos. Na mesma nota, a SRI e o Ministério da Justiça alegam que “nos dias em que houve utilização do helicóptero, não ocorreu nenhum acidente que justificasse a requisição da aeronave para prestação de socorro.” O Samu em Santa Catarina não confirma a informação. Alega apenas que, em pelo menos dois dias em que a ministra utilizou o helicóptero, “os registros mostraram que o Patrulha estava baixado para atividade de saúde, ou seja, estava em atividade policial”.

A Secretaria Estadual de Saúde de Santa Catarina também salientou que a aeronave da PRF “quando está em atividade de saúde atende acidentes de trânsito nas rodovias estaduais, federais e nas vias dentro das cidades”. Em Santa Catarina, a Polícia Rodoviária Federal tem apenas um helicóptero, que é justamente o modelo Bell 407 utilizado prioritariamente para salvar vidas.

“O objetivo de integrar as equipes do Samu e da PRF é ampliar e agilizar os atendimentos de acidentes nas rodovias federais do estado, além de fazer transferência de pacientes graves, em todo o território catarinense”, informou o governo de Santa Catarina no fim do ano passado, quando o contrato acabou renovado.

Após a denúncia do Correio, no início de outubro, o MPF em Joinville instaurou inquérito civil público para apurar o caso [documento abaixo]. Dados colhidos por três procuradores da República apontam acidentes com mortes nos dias em que a ministra utilizou a aeronave. A investigação, agora, procura detalhar as circunstâncias de cada ocorrência.

Viagens

Em 25 de janeiro deste ano, por exemplo, foram registrados 40 acidentes com 21 feridos. Naquele dia, uma sexta-feira, a maca foi retirada do helicóptero porque a ministra precisava utilizar o Bell 407. Ela se deslocou até a cidade de Laguna, distante 130km de Florianópolis, onde acompanhou a assinatura de uma ordem de serviço e verificou trabalhos de transposição do Túnel do Morro do Formigão. De lá, voou até Timbé do Sul, local em que participou do anúncio de publicação do edital de licitação de obras de pavimentação. Durante toda a sexta-feira, o Bell 407 ficou impedido de participar de operações de salvamento.

Em 25 de março, o sistema da PRF contabilizou 39 acidentes, com 20 feridos e um morto. Ideli utilizou novamente a aeronave. Seguiu até Mafra, a 300km da capital catarinense. Visitou obras na BR-280 e participou de reunião com prefeitos da região. Em 24 de setembro do ano passado, ao lado do então ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, a aeronave ficou à disposição de Ideli das 9h às 18h. No município de Blumenau, mais uma vez, ela participou do anúncio de lançamento de um edital para duplicação de rodovias. Ainda foi para Jaraguá do Sul, onde se reuniu com empresários locais. Neste dia, ocorreram 37 acidentes, com 22 feridos e um morto.

Correio Braziliense

Confira abaixo o documento do MPF de Joinville (de 08/10/2013) que instaura inquérito civil público contra a ministra vigarista

Ministra pilantra pega carona no helicóptero do Samu para visitas a Santa Catarina

leave a comment »

Arrogante e picareta, Ideli Salvatti usa aeronave da Polícia Rodoviária, conveniada ao serviço de atendimento médico, para se deslocar em visitas ao estado onde é pré-candidata ao Senado
 

Cara de pau: Idelixo (de costas) embarca no helicóptero da PRF em Laguna, sul do Estado de Santa Catarina. A que ponto essa gente sem noção chegou!

Pré-candidata por Santa Catarina ao Senado, a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti (PT), intensificou a agenda de missões oficiais em sua base eleitoral. Para turbinar as aparições públicas em todo o estado, a ministra utiliza o único helicóptero da Polícia Rodoviária Federal de Santa Catarina, justamente a aeronave destinada à remoção de pacientes graves resgatados em acidentes e tragédias naturais. O equipamento modelo Bell 407 (prefixo PT-YZJ), conveniado ao Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), é equipado com uma maca, tubo de oxigênio e materiais de primeiros socorros. À disposição de Ideli, o helicóptero tem os equipamentos retirados e a escala de atendimento de urgência suspensa.

O Correio teve acesso a parte das ordens de missão para utilização do helicóptero e verificou que a ministra participou de eventos que não têm relação direta com a função de articulação política desenvolvida por ela. São entregas de casas, inauguração de obras, lançamento de projetos e até participação em formatura de bombeiros. De olho nas urnas em 2014, a ordem é reforçar a imagem pública. A petista participou de 35 eventos em Santa Catarina nos últimos dois anos. Só neste ano, foram 18. “Aqui, todo mundo brinca dizendo que o governo federal vai retirar o logotipo do Samu da fuselagem do helicóptero e colocar um adesivo com o rosto da Ideli. Faz todo sentido”, diz um servidor da Polícia Rodoviária Federal de Santa Catarina.

No dia 25 de janeiro deste ano, uma sexta-feira, como de praxe, a maca foi retirada da aeronave porque a ministra precisava do Bell 407. Pela manhã, ela se deslocou no helicóptero até a cidade de Laguna, distante 130km de Florianópolis. Foi acompanhar a assinatura de uma ordem de serviço e verificar trabalhos de transposição do Túnel do Morro do Formigão.

De lá, voou até Timbé do Sul, onde participou do anúncio de publicação do edital de licitação de obras de pavimentação. Durante toda sexta-feira, dia em que os acidentes são mais frequentes devido ao aumento de fluxo nas rodovias, o Bell 407 ficou impedido de participar de operações de salvamento. Uma assessora acompanhava a ministra. Dois dias depois, o Governo do Estado de Santa Catarina enviou o helicóptero para auxiliar na remoção e transporte das vítimas que sobreviveram à tragédia da boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

No dia 25 de março deste ano, Ideli utilizou novamente a aeronave. Foi até o município de Mafra, a 300km da capital. Visitou obras na BR-280 e participou de reunião com prefeitos da região. Em 24 de agosto do ano passado, ao lado do então ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, a aeronave ficou à disposição das 9h até 18h. No município de Blumenau, mais uma vez, Ideli participou do anúncio de lançamento de um edital para duplicação de rodovias. De lá, partiu para Jaraguá do Sul, onde se reuniu com empresários da região. Em outubro de 2012, Ideli viajou para o município de Tubarão, que fica a pouco mais de 100km de Santa Catarina.

Em 2009, a aeronave ficou parada por três meses. Em maio de 2012, o Departamento de Polícia Rodoviária Federal, em Brasília, determinou a transferência do equipamento de resgate para o Rio Grande do Sul. A mudança foi justificada alegando que a demanda gaúcha era maior do que a catarinense. Na época, diante da importância do helicóptero, o superintendente da PRF no Estado, Paulo Roberto Coelho, conseguiu reaver a aeronave meses depois. “Lamentamos muito pois a PRF de SC estava realizando um trabalho muito bom na área de resgate aéreo”, explicou na época.

Outro lado

Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria de Relações Institucionais (SRI) informou que “o helicóptero da Polícia Rodoviária Federal utilizado em Santa Catarina é multifunção e, de acordo com o Decreto Presidencial 4.244/12, é utilizado para transporte de autoridades, policiamento e missões de resgate”. Na resposta, a SRI comunica ainda que “a ministra chefe da Secretaria de Relações Institucionais fez uso desta aeronave sempre em agendas oficiais, amparada pelo decreto presidência já mencionado, de acordo com disponibilidade da aeronave e anuência da Polícia Rodoviária Federal”. O Correio questionou por que alguns trajetos não eram realizados por via terrestre e se a ministra considerava um equívoco a utilização de uma aeronave que primordialmente é destinada ao resgate de vítimas, mas não obteve resposta.

A assessoria de comunicação da Polícia Rodoviária Federal em Santa Catarina comunicou que as autorizações para o deslocamento com autoridades são concedidas pela coordenação geral de operações em Brasília. Também confirmou que, quando há este tipo de transporte, a aeronave é desconfigurada, com a retirada da maca e demais materiais de auxílio a feridos.

Ao todo, foram 35 eventos que Ideli participou em Santa Catarina nos últimos dois anos.

Correio Braziliense Online

A mesma aeronave, cumprindo sua real tarefa, transportanto ferido em acidente

Santa Catarina: Cinco morrem em acidente na BR-282 em Palhoça

with 3 comments

Excesso de velocidade: Na colisão, o automóvel Golf foi dividido ao meio. Sete pessoas estavam no carro

Atualização das 10:32 – 14/07/2009

Cinco pessoas morreram e outras duas ficaram gravemente feridas num acidente às 3h10min desta segunda-feira na BR-282 em Palhoça, na Grande Florianópolis. Elas estavam em um automóvel Golf, com placas de Florianópolis, que saiu da pista e bateu contra uma árvore no km 18,9 da rodovia.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o carro seguia no sentido Santo Amaro da Imperatriz—BR-101. Quando trafegava no trecho pela comunidade Jaqueira, o motorista do carro, ainda não-identificado, teria perdido o controle da direção e batido contra a árvore. Na colisão, o carro foi dividido ao meio.

Segundo o tenente Túlio Zanin, do Corpo de Bombeiros, morreram no local:

– Alexandre Moraes dos Santos, 27 anos

– Jeniffer da Silva Pereira, 14 anos

– Aline Maiara Santos de Almeida, 17 anos

– Renata de Oliveira da Cunha, 23 anos, e

– José Carlos Moretto, 28 anos.

Outros dois ocupantes foram retirados das ferragens com ferimentos graves. Emerson Thomas, 21 anos, foi levado ao Hospital Regional de São José com suspeita de traumatismo craniano e hemorragia interna.

Jairo Rodrigo da Cruz Matilde, 17 anos, foi encaminhado para o Hospital Governador Celso Ramos, na Capital, com fraturas em ossos das pernas.

Conforme Zanin, um dos jovens ferido disse aos socorristas que os ocupantes do carro retornavam de uma casa noturna em Santo Amaro da Imperatriz para a comunidade Vila São João, na Capital, onde residiam. ClicRBS

Foto: Diego Redel – DC

Santa Catarina: Seis veículos se envolvem em acidente na BR-116

with one comment

Imprudência: Casal que estava no veículo Saveiro foi encaminhado para o hospital em estado grave

Seis veículos se envolveram em um grave acidente na noite deste domingo na BR-116 em Correia Pinto, na Serra Catarinense. Nenhuma pessoa morreu no local, mas um casal foi resgatado com ferimentos graves e conduzido à emergência do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, em Lages.

O acidente aconteceu por volta das 19h, no km 225 da rodovia, em uma reta com ultrapassagem permitida nos dois sentidos, perto do Aeroporto Regional.

Informações de testemunhas e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) indicam que uma ultrapassagem forçada teria provocado a colisão, que envolveu uma Saveiro de Correia Pinto, um Gol de Curitibanos, outro Gol de Curitiba, um Peugeot de São Paulo, um Doblô de Guaratuba (PR) e uma carreta Volkswagen de Curitiba.

Dos seis veículos, a Saveiro era o único que seguia no sentido Lages-Correia Pinto. Os dois passageiros do veículo, ainda não identificados, sofreram graves ferimentos e foram socorridos pelos bombeiros. Os dois estavam conscientes, mas com sangramentos por todo o corpo. ClicRBS

Foto: Alvarélio Kurossu – DC

Written by Abobado

12 de julho de 2009 at 22:16

Santa Catarina – BR-101 tem 15 quilômetros de fila nos dois sentidos

leave a comment »

As placas que faltam na BR-101: Se você visse este aviso utilizaria a rodovia?

A BR-101 tem um engarrafamento de 15 quilômetros nos dois sentidos, a partir do Morro dos Cavalos, por volta do km 232, em Palhoça, interditado para detonação de rochas.

Além do trecho, a BR-101 também foi bloqueada para obras em Penha, município de Paulo Lopes, na Grande Florianópolis, e no Morro da Tractebel, em Capivari de Baixo, no Sul, às 12h desta terça-feira, mas já foi liberada.

A previsão da Autopista Sul era terminar os trabalhos no Morro dos Cavalos por volta das 14h, mas a interrupção foi prorrogada até as 18h30min. Não há desvio possível na estrada. ClicRBS

Leia mais aqui.

Comentário meu: Já estou acostumado com os congestionamentos da BR-101/Sul e da falta de informação por parte dos responsáveis (Dnit). Me utilizo dela religiosamente todos os finais de semana fazendo o trajeto Laguna/Florianópolis/Laguna. Sei os dias em que os serviços de detonação de rocha são executados e não pego a estrada nessas ocasiões.

Mas, com exceção dos caminhoneiros e outros que conhecem a estrada e suas manhas, muitos não sabem desses trabalhos de detonação (e do bloqueio na estrada), necessários para a continuação das obras de duplicação que nem Deus sabe quando vai terminar.

E é justamente em função da total falta de informação e descaso que venho propor ao digníssimo superintendente Regional do Dnit em Santa Catarina, João José dos Santos, que mande confeccionar placas alertando os motoristas sobre a interrupção da rodovia nos dias em que os trabalhos de detonação de rochas forem efetivados.

As placas poderiam e deveriam ser colocadas ao longo da rodovia (três ou quatro em cada trecho nos dois sentidos – sul e norte), e retiradas logo após a conclusão dos trabalhos e a abertura da estrada para o tráfego.

Medida prática, barata, simples e que evitaria esse caos que se verifica três dias por semana na BR-101/Sul.

Deixo aqui de chamar os responsáveis pelo Dnit de incompetentes, com falta de imaginação, que acham que todos pensam como eles, que tratam os usuários como se fossem idiotas, que só tentam resolver os problemas de nossas estradas quando o pior acontece, que não têm planejamento, que não sabem o que fazem e ainda dizem que existe um site decente que informa ao usuário sobre o estado das estradas federais em Santa Catarina.

A propósito, existe o dito site (nacional); uma página paupérrima, escrita com uma fonte (letra) que daria inveja a qualquer contrato de empresa de seguros ou TV por assinatura.

Parte do site do Dnit da internet: Até conseguir acessar você já está na fila da estrada

Clique aqui para chegar direto sem precisar percorrer o caminho das pedras e vejam por si só que não estou falando da boca pra fora!

O site que é recomendado no aviso (http://www.101sul.com.br) é outra naba e não pertence ao Dnit e sim à ESGA (Empresa de Supervisão e Gerenciamento Ambiental) que figura entre uma das muitas empresas que venceram a concorrência para a realização das obras de duplicação da estrada.

Ah!, e por falar em informação, comunicação, alguém, algum dia, já conseguiu falar com a Polícia Rodoviária Federal pelo telefone 191? Pois é. Eu também não. E por acaso, você que é leitor desse decadente blog, saberia informar qual é o número do telefone dos postos da PRF de Itapema, Palhoça, Biguaçu e Rancho Queimado? Difícil, né? Mas eles próprios também não sabem. Vejam na imagem abaixo o que consta do site do DPRF Nacional.

Informação do site do DPRF: Eles não sabem o número do telefone dos postos nas estradas. E nós?

Mas para que ninguém me chame de rabugento e que só fico criticando, eu descobri o número dos telefones dos postos da PRF. Anotem aí:

  • 47-3368-2930 – Itapema
  • 48-3285-4541 – Biguaçu
  • 48-3283-5624 – Palhoça
  • 48-3275-0302 – Rancho Queimado

Então meus amigos e minhas amigas, antes de pegar a BR-101/Sul, lembre-se que os serviços de detonação de rochas são executados nas terças, quintas e sábados, com interrupção de tráfego, das 12 às 14 horas, quando as condições climáticas permitirem e se não for feriado (tem essa também).

Mas não se torturem muito não. A praça de pedágio de Palhoça está quase prontinha e aí vai ter 0800 pra todo mundo deitar e rolar.

Então, aproveitem esta maravilha de estrada e boa viagem!

Written by Abobado

7 de abril de 2009 at 21:40