Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Posts Tagged ‘PRF

O PT e a ética mandada pelos ares

leave a comment »

Em fins de setembro passado, quando este jornal revelou que o presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Vinícius Marques de Carvalho, omitiu em pelo menos quatro currículos oficiais ter trabalhado para um deputado estadual de São Paulo, também petista, ele deu de ombros. "Foi provavelmente um lapso", minimizou. O Cade é a agência federal que regula a concorrência entre empresas no País. O tio de Carvalho é o ministro Gilberto, titular da Secretaria-Geral da Presidência.

O deputado a quem Vinícius Marques de Carvalho prestou serviços de março de 2003 a 29 de janeiro do ano seguinte, como seu chefe de gabinete na Assembleia Legislativa, chama-se Simão Pedro, atual secretário de Serviços do prefeito paulistano Fernando Haddad. Em fevereiro de 2011, ele foi o autor de representações ao Ministério Público pedindo a investigação de suspeitas de formação de cartel, superfaturamento e pagamento de propinas envolvendo contratos do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) nos governos dos tucanos Mário Covas, José Serra e Geraldo Alckmin.

Em maio passado, o Cade fechou um acordo de leniência com a multinacional alemã Siemens, detentora de diversos contratos com o governo paulista. A empresa confessou a existência de cartel entre 1998 e 2008. Segundo Simão Pedro, não passou de coincidência o fato de a Siemens ficar sob a mira do Cade depois de Carvalho assumir a presidência do órgão.

De todo modo, a omissão que ele queria que fosse aceita como lapso — portanto, falha involuntária — foi considerada grave o suficiente para a Comissão de Ética Pública da Presidência da República, em decisão unânime, aplicar uma advertência ao suposto nefelibata. Para o relator do caso, Horácio Senna Pires, as lacunas nos seus "enxugados" currículos "ferem as exigências de transparência" e de "clareza de posições". É decerto o mínimo que se pode dizer de seus esquecimentos.

Ainda quando conselheiro do Cade em vias de ser reconduzido ao cargo, Carvalho deixou de arrolar em um minucioso documento de nove páginas, encaminhado pelo Planalto ao Senado, as suas atividades entre fevereiro de 2003 e janeiro de 2005, quando trabalhava para o deputado Simão Pedro. Tornou a expurgar da biografia o mesmo período quando, no ano passado, o seu nome foi submetido ao Senado para presidir o Cade.

Carvalho foi ainda, digamos, distraído ao não completar os procedimentos para se desfiliar do PT em 2008. Os conselheiros e o presidente do Cade não podem exercer atividades político-partidárias. Petista de carteirinha durante 13 anos, ele deixou de comunicar o seu desligamento à Justiça Eleitoral. Em princípio, isso poderia fazê-lo perder o mandato, mas é duvidoso que o Senado, de ampla maioria governista, tome a decisão de destituí-lo.

Seria esperar demais, por outro lado, que ele próprio tomasse a iniciativa de sair. É o que deveria fazer depois de o presidente da Comissão de Ética, Américo Lacombe, se perguntar se Carvalho terá reputação ilibada tendo uma advertência na sua ficha. "É uma mancha, sem dúvida", avalia o jurista. Carvalho tenta lavá-la e seguir adiante. Afinal, alega, foi advertido apenas "por não ter buscado a chancela judicial à minha desfiliação partidária" — uma questiúncula, pois.

Pode-se esperar reação semelhante da companheira Ideli Salvatti, ministra das Relações Institucionais. A Comissão de Ética deu-lhe 10 dias de prazo para explicar por que usou um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal, em Santa Catarina, Estado pelo qual se elegeu senadora. O aparelho é utilizado, entre outras coisas, para remover vítimas em estado grave de acidentes e desastres naturais.

Ideli serviu-se do helicóptero para visitar obras e participar de inaugurações. O episódio foi revelado pelo jornal Correio Braziliense. Ela pretende disputar um novo mandato no próximo ano. Segundo a assessora da ministra, nos dias em que se deslocou pelo Estado — valendo-se de um bem público para fins pessoais —, "não ocorreu nenhum acidente que justificasse a requisição da aeronave para prestação de socorro". Além disso, não é de "utilização exclusiva". É a ética mandada pelos ares.

Editorial do Estadão

Santa Catarina: Samu desmente versão dada pelo governo federal sobre voos de Ideli Salvatti em aeronave da PRF

leave a comment »

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência afirma que convênio com a Polícia Rodoviária Federal para utilização de helicóptero em Santa Catarina está em vigor, ao contrário do informado pelos ministérios da Justiça e de Relações Institucionais
 

Indecente: Ideli, o trombolho de saia, embarca em helicóptero de resgate da PRF na cidade de Laguna, sul do estado de Santa Catarina

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), de Santa Catarina, desmentiu, na manhã de ontem, nota de esclarecimento divulgada pela Secretaria de Relações Institucionais (SRI) e pelo Ministério da Justiça na sexta-feira à noite. As duas pastas informaram que o helicóptero utilizado pela ministra Ideli Salvatti em visitas à base eleitoral, em Santa Catarina, “não é conveniado ao Samu desde agosto de 2012”, portanto não poderia mais realizar remoção de vítimas de acidentes.

Ao contrário do que diz o comunicado, o Samu, por meio da assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde de Santa Catarina, esclareceu que o convênio com a Polícia Rodoviária Federal para o resgate de pacientes graves está em pleno vigor.

O contrato em questão venceu em março do ano passado e acabou renovado em dezembro. Este ano, inclusive, a aeronave, segundo o governo catarinense, já foi utilizada pelo Samu no atendimento a feridos. Na mesma nota, a SRI e o Ministério da Justiça alegam que “nos dias em que houve utilização do helicóptero, não ocorreu nenhum acidente que justificasse a requisição da aeronave para prestação de socorro.” O Samu em Santa Catarina não confirma a informação. Alega apenas que, em pelo menos dois dias em que a ministra utilizou o helicóptero, “os registros mostraram que o Patrulha estava baixado para atividade de saúde, ou seja, estava em atividade policial”.

A Secretaria Estadual de Saúde de Santa Catarina também salientou que a aeronave da PRF “quando está em atividade de saúde atende acidentes de trânsito nas rodovias estaduais, federais e nas vias dentro das cidades”. Em Santa Catarina, a Polícia Rodoviária Federal tem apenas um helicóptero, que é justamente o modelo Bell 407 utilizado prioritariamente para salvar vidas.

“O objetivo de integrar as equipes do Samu e da PRF é ampliar e agilizar os atendimentos de acidentes nas rodovias federais do estado, além de fazer transferência de pacientes graves, em todo o território catarinense”, informou o governo de Santa Catarina no fim do ano passado, quando o contrato acabou renovado.

Após a denúncia do Correio, no início de outubro, o MPF em Joinville instaurou inquérito civil público para apurar o caso [documento abaixo]. Dados colhidos por três procuradores da República apontam acidentes com mortes nos dias em que a ministra utilizou a aeronave. A investigação, agora, procura detalhar as circunstâncias de cada ocorrência.

Viagens

Em 25 de janeiro deste ano, por exemplo, foram registrados 40 acidentes com 21 feridos. Naquele dia, uma sexta-feira, a maca foi retirada do helicóptero porque a ministra precisava utilizar o Bell 407. Ela se deslocou até a cidade de Laguna, distante 130km de Florianópolis, onde acompanhou a assinatura de uma ordem de serviço e verificou trabalhos de transposição do Túnel do Morro do Formigão. De lá, voou até Timbé do Sul, local em que participou do anúncio de publicação do edital de licitação de obras de pavimentação. Durante toda a sexta-feira, o Bell 407 ficou impedido de participar de operações de salvamento.

Em 25 de março, o sistema da PRF contabilizou 39 acidentes, com 20 feridos e um morto. Ideli utilizou novamente a aeronave. Seguiu até Mafra, a 300km da capital catarinense. Visitou obras na BR-280 e participou de reunião com prefeitos da região. Em 24 de setembro do ano passado, ao lado do então ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, a aeronave ficou à disposição de Ideli das 9h às 18h. No município de Blumenau, mais uma vez, ela participou do anúncio de lançamento de um edital para duplicação de rodovias. Ainda foi para Jaraguá do Sul, onde se reuniu com empresários locais. Neste dia, ocorreram 37 acidentes, com 22 feridos e um morto.

Correio Braziliense

Confira abaixo o documento do MPF de Joinville (de 08/10/2013) que instaura inquérito civil público contra a ministra vigarista

Bandalheira petralha: Comissão de ética abre processo contra Ideli

leave a comment »

Ministra pilantra deve explicar uso de um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal para visitar obras em Santa Catarina, seu reduto eleitoral
 

Laguna, sul de Santa Catarina: Idelixo, a safada, embarca no helicóptero da PRF, que serve para o atendimento de vítimas de acidente de trânsito no estado. Deveriam alugar um guindaste pra içar esse trombolho de saia. Vigarista do caramba!

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República decidiu nesta segunda-feira abrir um processo administrativo contra a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, para que ela preste esclarecimentos sobre o uso de um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal para visitar obras em Santa Catarina, seu reduto eleitoral. O helicóptero tinha a finalidade de fazer resgates e atendimentos médicos. Ideli teria voado na aeronave cinco vezes neste ano e no ano passado para lançar editais e se encontrar com políticos locais, conforme noticiou o jornal “Correio Braziliense“.

O presidente da Comissão de Ética, Américo Lacombe, disse que ainda não foi nomeado um relator para cuidar do caso. Ideli terá dez dias para se manifestar sobre o assunto.

Na mesma reunião, a Comissão de Ética resolveu fazer uma advertência ao presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Vinicius Marques de Carvalho, porque ele não tomou todas as medidas para se desfiliar do PT depois que assumiu o cargo. Lacombe informou que Carvalho chegou a pedir para se desvincular do cargo, mas não cobrou a execução do pedido. Para o colegiado, faltou cautela do servidor.

— Ele não tomou as providências necessárias para cancelar o registro dele do partido. Ele pediu, mas não foi atrás, não foi à Justiça Eleitoral. Tanto, que algum tempo depois, depois de ele já ter se desligado do partido, numa relação aparece o nome dele como integrante. Ele não se considerava mais (filiado ao PT), mas ainda tecnicamente era – afirmou Lacombe, complementando:

— Não basta entrar com requerimento e dizer “Eu quero o cancelamento do partido”, é preciso que você — principalmente se você tem cargo público —, quem não tem cargo público, tudo bem, você se inscreve, cancela o registro, sem problema nenhum. Não precisa ir atrás, qualquer dia você vai atrás… Ele não teve essa cautela, foi isso.

O Globo Online

Santa Catarina: Rodovias já registram 13 mortes neste fim de semana

leave a comment »

altSempre a imprudência: Motociclista morreu em acidente na Via Expressa em Florianópolis (Foto: Alan Pedro – DC)

Os números são de feriadão, mas é apenas mais um fim de semana: de sexta-feira até o fim de tarde deste domingo, 13 pessoas morreram em acidentes de trânsito em Santa Catarina. Quatro acidentes envolveram motos e resultaram na morte de quatro motociclistas e um caroneiro.

Na manhã deste domingo o motociclista Rodrigo Alves Frias, de 31 anos, não resistiu aos ferimentos após bater em uma árvore por volta de 8h, na Via Expressa (BR-282), em Florianópolis.

Já na sexta-feira, três pessoas morreram em uma batida envolvendo dois carros e um caminhão, na BR-282 em Bom Retiro, na Serra catarinense, por volta das 20h30min. Uma criança de 8 anos, Thalissa de Melo Silveira, que estava no Polo, perdeu a vida. O condutor do Palio, não identificado, e o passageiro Gilson Carlos Moraes, 31, também morreram.

O sábado foi o pior dia, registrando nove acidentes com vítimas fatais. Além disso, um ônibus da empresa Pluma que ia de Curitiba para Porto Alegre tombou pela manhã no km 358, da BR-101 em Sangão, no Sul de Santa Catarina. Dos 53 passageiros, 20 ficaram feridos. O motorista Jairo José Silvério teria perdido o controle do veículo por causa do intenso nevoeiro.

Nove mortes no sábado

Roanito Rodrigues Danielli, 19 anos, morreu em um acidente no km 493,1, da BR-282, em Xanxerê, no Oeste catarinense. Ele dirigia uma picape GMC 3.500HD, quando bateu de frente em uma Scania às 5h30min.

Everton da Silva Vieira, de 30 anos, morreu após perder o controle da moto CB 300 cilindradas e bater em um ponto de ônibus, no km 1,6, da SC-410 em Governador Celso Ramos, por volta das 2h. Em Paulo Lopes, também na Grande Florianópolis, Pedro Vieira, de 45 anos, e Marcelo Lisboa Lumertz, 39 anos, que estavam em um Fiat Palio Weekend, bateram de frente com um caminhão e morreram. O acidente aconteceu por volta da meia-noite, no km 254 da BR-101.

Ás 21h40min, um acidente no km 50,8, da BR-116 em Papanduva, no Planalto Norte, matou o motociclista Ademir Gilberto de Paula, de 31 anos. Ele bateu de frente em um Astra. No início da noite, Antonio Carlos Medeiros Jr, de 24 anos, morreu após bater a Parati que dirigia em um barranco no km 163,9 da rodovia SC-438, em Orleans, no Sul.

Rosangela Nascimento, de 30 anos, e Marilda Abelino Moltibeler, de 34 anos, morreram em um acidente no km 61,3, da rodovia SC-411, em São João Batista, na Grande Florianópolis. Elas estavam em uma moto que bateu de frente em um Fiat Palio às 20h10min.

E uma criança de 12 anos, não identificada pela Polícia Rodoviária Federal, morreu atropelada na BR-101 em Biguaçu, na Grande Florianópolis. Ela foi atingida por um Celta por volta das 15h, no km 196. ClicRBS

Santa Catarina: Três morrem e dois ficam gravemente feridos em acidente na BR-280, em Guaramirim

with 11 comments

Imprudência: A campeã de mortes no trânsito em Santa Catarina. Uma calamidade todos os dias

Um acidente no km 47 da BR-280, por volta das 18 horas deste domingo, em Guaramirim, Norte do Estado, provocou a morte de três jovens e deixou dois gravemente feridos. Segundo o auxiliar de comando dos bombeiros Célio Michalak, quatro rapazes e uma moça com idades entre 15 e 21 anos estavam em um Chevette, de Araquari, que bateu de frente em uma picape Ranger, de Joinville. Os ocupantes da picape tiveram apenas ferimentos leves.

Um dos rapazes em estado grave foi levado para o Hospital Santo Antônio, de Guaramirim, e depois transferido para o Hospital Municipal São José, em Joinville.

Segundo a PRF, o Chevette teria invadido a pista contrária. Os três passageiros do carro que morreram eram Maycon Rodrigues de Andrade, 21 anos, que dirigia o veículo, Ketlin de Lima, 15 anos, rainha da Festa do Maracujá 2009, e Paulo Sérgio de Souza Alves, 17 anos. Ainda estavam no Chevette, Rogério Komar, 18 anos, e Isaías dos Santos, 21 anos, que ficou preso nas ferragens e está em estado grave.

Na Forg Ranger estavam Maria de Fátima da Silva, que ficou presa nas ferragens e teve ferimentos, o motorista e outros dois ocupantes — a PRF não soube informar os nomes. ClicRBS

Foto: Eduardo Sartor – AN

Written by Abobado

21 de setembro de 2009 at 00:46

Santa Catarina: Acidente com duas carretas e um ônibus mata pelo menos cinco pessoas na BR-116

with 4 comments

Acidente na BR-116: Um dos caminhões envolvidos transportava cimento (Foto: Salmo Duarte)

Um acidente na noite de quinta-feira, envolvendo duas carretas e um ônibus de turismo, matou pelo menos cinco pessoas no km 97 da BR-116 em Monte Castelo, no planalto norte catarinense.

Informações preliminares da Polícia Rodoviária Federal (PRF) indicam que por volta das 23h duas carretas que trafegavam em sentidos opostos colidiram lateralmente, fazendo com que os motoristas perdessem o controle dos veículos.

A carreta modelo Volvo, placas de Fraiburgo, que seguia no sentido Monte Castelo-Santa Cecília, atravessou a pista e bateu contra uma árvore de pinus.

A outra carreta modelo Scania 113, placas de Luzerna, também invadiu a pista contrária, batendo de frente com um ônibus da empresa Fraitur Campelle, placas de Videira, que transportava estudantes universitários de Curitiba para Caçador.

A Scania e o ônibus, que tombou, ficaram às margens da rodovia. O tráfego no local ficou interrompido das 23h às 2h desta sexta-feira.

Vítimas

No acidente, morreram os motoristas das carretas, os dois motoristas do ônibus, que se alternavam na direção do veículo, e uma passageira do ônibus, que teria 21 pessoas, incluindo os dois motoristas.

A PRF ainda não divulgou uma lista oficial com o nome dos mortos e dos feridos. As vítimas do acidente foram levadas para hospitais de Santa Cecília, Papanduva, Curitibanos, Caçador e Mafra.

Equipes da PRF e da Autopista Planalto Sul estão envolvidas no trabalho de resgate às vítimas do acidente. ClicRBS

Leia mais aqui.

Written by Abobado

5 de junho de 2009 at 10:42

Enchentes em Santa Catarina – Desvio no Morro dos Cavalos – Perfeito

leave a comment »

Enseada
Morro dos Cavalos – 200 metros antes da queda da barreira

Morro dos Cavalos – Movimentação de máquinas na queda da barreira


Morro dos Cavalkos – No detalhe a barreira que caiu na BR-101


Morro dos Cavalos – Entrada para a Enseada de Brito – Pequeno trecho de terra
Acesso para a Enseada de Brito saindo da BR-101 – pequeno trecho de terra


Acesso para a Enseada de Brito – Início do calçamento – Polícial militar orienta a alternância do tráfego
Enseada de Brito – Veículos vindos do sentido norte/sul aguardam para entrar na BR-101


Enseada (7) Enseada de Brito – Acesso à BR-101

Detalhe no mapa: Morro dos Cavalos, sentido sul/norte – antes da queda de barreira – desvio pela rua Nossa Senhora do Rosário – Enseada de Brito

Conforme prometido, nesta manhã, por volta das 07h50m saí de Laguna em direção à Florianópolis, confiando no desvio que dá acesso à Enseada de Brito, no município de Palhoça (Morro dos Cavalos).

Durante o trajeto até o Morro dos Cavalos os únicos obstáculos foram os buracos na estrada (BR-101) e uma pequena obstrução de caminhões às margens da BR-101 no Posto Maciambú (antes da entrada da Praia do Sonho). No mais, o tráfego está mais do que tranquilo até porque não há qualquer movimento de caminhões ou ônibus no percurso.

O desvio (que na verdade é uma via de tráfego local normal da localidade de Enseada de Brito) está em ótimas condições de trafegabilidade. Nenhum problema de lama ou interrupções. Há, no entanto, um sistema de alternância de sentidos de tráfego: 20 veículos no sentido norte/sul e 20 veículos no sentido sul/norte. Não há filas (pelo menos no horário em que viajei) e a estrada está em boas condições.

O tempo que levei para entrar no acesso e sair no trevo da Enseada de Brito para a BR-101 foi de oito (8) minutos. A sequência das imagens é sempre no sentido sul/norte do Estado de Santa Catarina.

A informação vale também para quem quer se deslocar no sentido norte/sul. A afirmação de que o desvio está sento utilizado somente para veículos de emergência não procede.

Espero ter contribuído com estas informações, principalmente para aqueles que desejam se deslocar e estão receosos com relação ao estado de trafegabilidade do desvio e em função da completa desinformação por parte da Polícia Rodoviária Federal com relação ao assunto.

Um grande abraço a todos.

Written by Abobado

25 de novembro de 2008 at 12:47