Abobado

Odeio petralhas | Raça de sangue ruim; corruptos, bandidos, oportunistas, picaretas, malandros…

Posts Tagged ‘Verba indenizatória

Opinião de A Notícia: Mordomias inadmissíveis

leave a comment »

Edinho Bez: ‘Eu não matei, não roubei. Não estou fazendo nada de ilegal’. Tamos bem pra caramba!

O uso de recursos públicos para custear lazer pessoal ou familiar ou para outros fins configura uma distorção do próprio sentido do Estado democrático. Os beneficiários desse abuso cometem um crime contra o contribuinte e promovem um desgaste das funções públicas, que não poderiam servir de oportunidade para esse tipo de corrupção. A questão volta à cena como sequela do escândalo conhecido como “a farra das passagens”, descoberto em abril deste ano, que envolveu dezenas de parlamentares.

Pois agora, na análise detalhada de mais de 70 mil notas fiscais apresentadas pelos congressistas para obter reembolso da verba indenizatória, constatou-se que alguns apresentaram recibos de resorts, hotéis-fazenda, pousadas à beira-mar e restaurantes sofisticados. A verba indenizatória, que deveria ser usada para custear gastos feitos exclusivamente em atividades legislativas, servia também para financiar lazer de luxo, em locais e dias que em nada apontavam para o trabalho de um parlamentar.

Leia mais aqui.

Santa Catarina – Jorginho decide extinguir verba indenizatória

leave a comment »

Jorginho Mello (destaque) em coletiva: Tira com uma mão e dá com a outra. Explica mas não convence

O presidente da Assembleia Legislativa, Jorginho Mello (PSDB), anunciou nesta quinta-feira a extinção da chamada verba indenizatória e do limite de R$ 38 mil usado para o custeio dos gabinetes parlamentares.

Ao mesmo tempo em que tenta dar transparência a uma questão que considera "mal compreendida" pela imprensa e pela sociedade, Mello não estipula novos limites para a manutenção dos gabinetes: a partir de agora a Assembleia pagará todas as despesas relacionadas ao mandato. O teto de gastos para cada um dos 40 deputados será o bom senso, explicou ele em entrevista coletiva.

— Aqui na Assembleia nunca teve essa verba indenizatória, muito menos de R$ 38 mil como estão falando. É uma grande confusão, queremos clarear isso. Nós vamos eliminar esses R$ 38 mil, mas vamos cobrir a despesa do deputado, dar condições para ele exercer o seu mandato — afirmou.

A verba de gabinete era usada para custear despesas como telefone, diárias, correio, papel, passagens, gasolina. O deputado "gerenciava" sua própria verba até o valor de R$ 38 mil e apresentava as faturas para o setor financeiro da Casa pagar. ClicRBS

Leia mais aqui.

Câmara suspende discussão sobre extinção de verba indenizatória e aumento de salário

leave a comment »

Reunião da Mesa da Câmara para tratar da "crise deles": E ainda tem gente que defende o voto obrigatório

Sem consenso entre os parlamentares, a Mesa Diretora da Câmara adiou nesta quarta-feira a discussão da proposta do deputado Rafael Guerra (PSDB-MG) que extingue a verba indenizatória dos deputados e aumenta os seus salários dos atuais R$ 16,5 mil para R$ 24,5 mil. Como os integrantes da Mesa estão divididos sobre a proposta e temem perdas salariais com a mudança, a Mesa decidiu suspender temporariamente as discussões sobre o tema.

Apesar de o tema ter sido discutido durante a reunião da Mesa, os deputados decidiram postergar a análise da proposta de Guerra para evitar uma enxurrada de críticas ao eventual reajuste salarial. Folha Online

Leia mais aqui.

Written by Abobado

11 de março de 2009 at 14:29